Como reorganizar o ano letivo durante a COVID-19?Leitura de 4 minutos

Gestão escolar 6 de maio de 2020
Calendário de 2020 sobre mesa ao lado de xícara de café, representando o ano letivo escolar

author:

Como reorganizar o ano letivo durante a COVID-19?Leitura de 4 minutos

A educação sempre passa por transformações e hoje vive um dos seus maiores desafios. Com a suspensão das aulas em prevenção ao coronavírus, muitas escolas estão tentando entender como continuar o ano letivo e manter o calendário escolar sem prejudicar os alunos. 


Além de afetar a saúde e a economia, a Covid-19 também trouxe consequências para a educação. As escolas estão fechadas, alunos e professores estão em casa e muitas instituições anteciparam as férias para ter mais tempo de se planejar.


Como não sabemos quando a situação será normalizada e voltaremos para a nossa rotina, é importante pensar no futuro e nas opções viáveis para não perder o ano letivo. 


Leia o Manifesto da Agenda Edu – A jornada educacional continua


Calendário escolar


No início de abril, foi assinada uma medida provisória para suspender a obrigatoriedade de escolas e universidades cumprirem a quantidade mínima de dias letivos este ano. Porém, a carga horária mínima foi mantida.


Isso significa que as escolas não precisam cumprir os 200 dias letivos, mas precisarão cumprir as 800 horas de aula em menos tempo. A medida provisória não traz especificações sobre como isso deve acontecer.


A recomendação é que os conselhos estaduais e municipais de educação, juntamente com educadores e famílias, procurem a regulamentação ideal para a sua realidade local, buscando alternativas viáveis. 


O que a sua escola está fazendo durante a suspensão das aulas? Compartilhe suas estratégias e dúvidas no Fórum da Agenda Edu


Próximos passos do ano letivo


Segundo levantamento da Unesco, cerca de 72% da população estudantil  em todo o mundo (1,2 bilhão de pessoas) foi afetada pelo fechamento de escolas e universidades. Já no Brasil, todas os estados suspenderam suas aulas e mais de 52 milhões de estudantes foram afetados. 


O Ministério da Educação publicou em março uma portaria que flexibiliza a substituição de aulas presenciais por aulas a distância. Também foram permitidas alterações no calendário escolar para repor os dias letivos em outro momento. 


Para as escolas, isso significa o grande desafio de se adequar ao novo modelo de aprendizagem e planejar novas metodologias para continuar orientando os alunos mesmo à distância. 


Confira dicas da Raquel Oliveira, consultora de políticas educacionais da Fundação Getúlio Vargas:



O que a escola pode fazer?


Para facilitar o processo de transição, muitas escolas adiantaram as férias de julho para este período e já estão planejando como adaptar o ensino para aulas online e organizar o ano letivo depois da Covid-19. 


Quando for seguro reabrir as escolas para voltar à rotina, existe a possibilidade de repor as aulas perdidas aos sábados e feriados, criar horários alternativos ou estender o ano letivo até 2021.


Cada escola deve avaliar qual é a melhor opção para a sua realidade e conversar com a Secretaria de Educação do seu município para seguir as orientações corretas, além de manter os responsáveis informados sobre cada passo. 


Aulas remotas


Se a sua escola está optando pelo caminho do ensino remoto e online, confira algumas dicas essenciais:


  • Faça um planejamento com toda a equipe pedagógica. Diretores, professores, coordenadores, psicopedagogos devem estipular um novo cronograma de aulas, atividades e reformular quais são os principais objetivos para o ano letivo.

Leia mais: 5 dicas sobre gestão escolar durante a suspensão das aulas


  • Crie um comitê de crise com a equipe da escola, famílias e comunidade para definir as prioridades e quais resoluções devem ser tomadas.

  • Mantenha o diálogo aberto com alunos e responsáveis: com a distância, é ainda mais importante estar conectado e entender quais são as dificuldades e necessidades de cada estudante.

Leia mais: 5 dicas de relacionamento escolar durante a suspensão das aulas


  • Lembre-se que aulas remotas não são somente aulas online, é preciso pensar em uma nova aprendizagem que leve em consideração os recursos de cada aluno, como a falta de internet, computadores e tempo disponível dos pais.

  • Também é importante lembrar que todos estamos passando por momentos de adaptação: professores, estudantes e famílias. Escute cada pessoa e crie prazos flexíveis. 

Novos recursos 


Para a escola continuar conectada e criar um canal de comunicação direto e simples, uma agenda digital é a solução ideal. 


Com a Agenda Edu, você pode enviar as atividades diretamente no app, escrever comunicados, mensagens, enviar videoaulas e transmitir aulas ao vivo, criar pagamentos e facilitar a cobrança de mensalidades. 


Sua escola não tem Agenda Edu? Para superarmos juntos os impactos do Covid-19 na educação, estamos disponibilizando o uso gratuito de uma versão reduzida da plataforma para não parceiros. Saiba mais e solicite na sua escola.


Fonte:

Nova Escola

Desafios da Educação

Educação UOL


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *