O Novo Ensino Médio, desafios e aprendizados de escolas que estão colocando na práticaLeitura de 11 minutos

Práticas pedagógicas 1 de junho de 2022
Foto de alunos do Ensino Médio sorrindo para a câmera

author:

O Novo Ensino Médio, desafios e aprendizados de escolas que estão colocando na práticaLeitura de 11 minutos

Danielle Gonzaga e Fernanda Catunda
Equipe da Agenda Edu



O Novo Ensino Médio vem impactando significativamente a rotina de estudantes, professores e gestores de todo o Brasil. Seja pelo aumento da carga horária mínima, pela oferta de disciplinas eletivas ou um misto de todos esses elementos somado à necessidade de formação continuada para lidar com eles, o tema segue em intensas discussões e avanço contínuo. E mesmo que em um cenário totalmente novo e complexo, a implantação gradual dessas mudanças não pode parar


Pensando nisso, conversamos com representantes do Educandário Jardim Piedade, em Pernambuco, e do Colégio Moreira Xavier, no Ceará, para compreender como está o processo de implementação do Novo Ensino Médio, dificuldades e principais projeções. Afinal, quem poderia ter mais propriedade para trazer dicas e boas práticas para escolas do que aqueles que estão diretamente ligados com essa rotina institucional?


Pronto para conhecer as contribuições dessas escolas de sucesso? Vem com a gente!💃🏻


Conhecendo as escolas entrevistadas


O Educandário Jardim Piedade teve suas atividades iniciadas a partir de uma premissa: contribuir com o desenvolvimento dos alunos por meio de uma educação de qualidade, possibilitando a boa convivência em sociedade, compromisso, respeito, responsabilidade e disciplina.


Já o Colégio Moreira Xavier, sempre teve como principal característica a inovação. Por estarem sempre à frente de seu tempo, foram um dos primeiros colégios a implementar a lousa digital e a oferecer aulas extracurriculares de tecnologia da informação para os alunos do Fundamental I ao Ensino Médio.


O que essas duas escolas têm em comum? Uma Educação de qualidade centrada nos interesses dos alunos e na inserção das famílias durante esse processo, elementos fundamentais para o sucesso na implementação do Novo Ensino Médio. Por isso chamamos essas duas instituições para compartilharem suas experiências e dicas valiosas com você. 


Pronto para esse cafézinho em rede? Vamos juntos!


Desafios do Novo Ensino Médio


Nada melhor para entender os principais desafios travados (e as alternativas criadas para a sua superação) do que o relato de quem está no chão da escola. 


Buscando proporcionar uma boa experiência de implementação, o Colégio Moreira Xavier iniciou a implantação gradual do novo modelo em 2021 (mesmo com sua obrigatoriedade datada para 2022). 


Segundo Ricardo Menezes, um dos grandes desafios seria demonstrar para as famílias como isso impactaria a rotina dos adolescentes, demonstrando não somente o preço que essa nova estrutura apresentaria (modificado devido o aumento da carga horária de aulas), mas também o valor que essas transformações podem trazer.


Além disso, Ricardo aponta ainda uma dificuldade apresentada pelos alunos após um cenário pandêmico: o cumprimento dos horários de aula, utilização do fardamento escolar, dentre outras regras. Segundo o educador, é necessário acolher essas dificuldades de forma empática e remodelar a maneira que lidamos com os alunos, reforçando o regimento da instituição e suas demandas, além de buscar elementos que sejam atrativos para os alunos dentro do ambiente escolar, facilitando essa (re) adaptação. 


Já no Educandário Jardim Piedade os desafios foram distintos. Segundo Cláudio dos Santos, coordenador pedagógico, a implementação foi muito bem acolhida por responsáveis e principalmente pelos alunos. No entanto, sente que muitos dos estudantes se sentem condicionados a fazerem atividades que necessariamente demandam atribuição de notas, o que foge da proposta dos itinerários formativos. 


Para reverter esse quadro, a escola segue educando os estudantes rumo à execução de atividades pedagógicas pelo “simples” ganho que isso irá proporcionar no processo de construção do conhecimento. 


Disciplinas eletivas no Novo Ensino Médio: o que são? Como implementar?


Apaixonados pela proposta do Novo Ensino Médio e da autonomia que pode proporcionar aos alunos, o Educandário Jardim Piedade acredita que a proposta poderá romper com um ensino centrado na figura de um professor que dita todos os passos que o aluno irá percorrer, trazendo um maior protagonismo discente em suas escolhas, já o preparando para a dinâmica do Ensino Superior.


Como montar os itinerários formativos? 


Lembra que pontuamos que a carga horária do Ensino Médio seria modificada? É aí que entram os itinerários formativos.


Os itinerários representam a escolha do aluno para maior aprofundamento na área de conhecimento em que mais se identifica e possui interesse, construindo saberes que favorecem diretamente e impulsionam suas escolhas profissionais. 


Mas que pontos considerar no momento da implementação?


Para Ricardo, os itinerários formativos não devem ser “mais do mesmo”. O aumento da carga horária pode fazer com que o Ensino se torne maçante, por isso é necessário apostar no lúdico. Uma visão compartilhada pelo Educandário Jardim Piedade, que oferta itinerários de Design (reunindo princípios da literatura, fotografia, edição) e Investigação Criminal (apresentando elementos da psicologia, física, química e biologia). 


Criatividade é o que não falta, né? As ideias surgiram a partir de enquetes respondidas pelos próprios alunos, para que demonstrassem seus principais campos de interesse e projeções futuras. Uma curiosidade é que a escola conseguiu feedbacks de 116 alunos. 


Além disso, uma prática adotada pelas escolas será de reavaliar com uma certa periodicidade o sucesso dos itinerários formativos, coletando feedbacks dos alunos de como torná-los mais atrativos.


Itinerários formativos e Novo Ensino Médio: como implementar?


Como preparar o time pedagógico para o Novo Ensino Médio


Que a formação continuada é um elemento chave para manter (e elevar) a qualidade do ensino, é consenso. Em um cenário de tantas transformações isso se torna ainda mais necessário. 


Calma! Nossos embaixadores compartilham com você como manter um time pedagógico preparado mesmo em meio a tantas questões. 


👀 Atenção redobrada, hein! Uma equipe qualificada é uma das chaves para o sucesso de qualquer instituição de Ensino. 


Para o time do Moreira Xavier o ponto principal, quando tratamos da formação pedagógica, é fazer com que a proposta do Novo Ensino Médio fique CLARA para toda a equipe. 


Com 90% do time de docentes da casa e 10% dos professores recém contratados para suprir a demanda de aulas com a ampliação da carga horária, os professores da instituição passaram por formações fornecidas pelo parceiro (Sistema de Ensino). 


Mas não para por aí! A escola realizou ainda um acompanhamento online dos professores, prestando todo o suporte necessário para o replanejamento da estrutura de aulas com base no novo modelo.


Já para o time do Jardim Piedade o fluxo foi um pouco diferente. A escola reuniu os professores para formações ofertadas pelo próprio time da instituição, focando em desmistificar alguns receios, como diminuição da carga horária, para tranquilizar e envolver os professores. 


Além disso, os professores foram orientados durante a criação e planejamento dos componentes curriculares, já realizando a divisão de carga horária e conteúdos que seriam ministrados durante todo o período. Esse planejamento foi orientado e validado pela coordenação da escola, trazendo uma maior segurança para o corpo docente. 


E anota aí a dica do Cláudio: é necessário fomentar a sintonia entre diferentes professores. Como a nova proposta estimula o trabalho interdisciplinar, é de suma importância que esses profissionais estejam conectados.  


Como a Agenda Edu ajudou no processo


Em ambas as escolas, a Agenda Edu, solução de comunicação e engajamento escolar, auxiliou na organização das turmas dos itinerários formativos, possibilitando uma melhor visualização. 


Além disso, no Colégio Moreira Xavier foram criados canais de mensagens para que os responsáveis pudessem tirar dúvidas sobre a nova dinâmica de aulas: ponto essencial, visto que as famílias apresentam um papel fundamental para o sucesso do aluno nesse novo formato (soltei um spoiler sobre nosso próximo tópico). 


O papel da família no Novo Ensino Médio


A família tem um importante papel em todo o processo de desenvolvimento (cognitivo, social, físico e afetivo) da criança, e não é no período da adolescência que essa presença perde força. 


Com o Novo Ensino Médio, os alunos precisam tomar decisões complexas, principalmente no que diz respeito ao itinerário formativo que irá seguir. Nesse momento, além de todo o apoio que a escola irá oferecer a partir da implementação do Projeto de Vida, será necessário o apoio das famílias, tanto na orientação de qual o melhor caminho a ser trilhado, como no apoio à “experimentação” de novas vivências.


Segundo Ricardo, vender a ideia do novo Ensino Médio para as famílias é o começo do sucesso. Para isso, foram realizadas reuniões com os responsáveis para tratar sobre a proposta do Novo Ensino Médio e como seria estruturado o novo calendário e horários.


No Educandário Jardim Piedade não foi diferente. A reunião com as famílias proporcionou um ponto de partida e alinhamento de expectativas sobre a próxima etapa. E ninguém ficou de fora! A escola optou por reunir todos os segmentos nessa reunião, justamente para preparar toda a comunidade escolar sobre as atualizações que estariam por vir. 


O papel da escola e da família no Novo Ensino Médio


Projeções para o segundo ano de implementação


Para o Colégio Moreira Xavier o ano de 2023 será de imersão e aprofundamento da formação Tecnológica de toda a comunidade escolar. Além disso, a escola visa compreender melhor como trabalhar bem as transições entre segmentos, principalmente no que se refere à etapa do Ensino Fundamental (anos finais) para o Ensino Médio, visto que essa nova proposta exige bastante autonomia e visão de futuro por parte dos estudantes. 


Já o Educandário Jardim Piedade aponta que debater com educadores de escolas de outros estados foi essencial para o sucesso que obtiveram até o momento. Além disso, pretendem seguir criando itinerários com a identidade da própria escola, se conectando diretamente com o grupo de interesses apresentados pelos alunos, sempre enxergando o potencial pedagógico presente em diferentes temáticas.


Anotou todas essas dicas? Se identificou com os relatos?


Então não deixe de deixar aqui nos comentários suas percepções. Que tal criar uma conexão com educadores de todo o Brasil?


Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos sobre o universo educacional, produzidos pela Agenda Edu

* obrigatório

Referências


G1

Guia do Estudante

Ministério da Educação


2 comentários
  1. João Pedro

    Ótimo texto! Obrigado por compartilharem as experiências dessas escolas!

    • Thais - Agenda Edu

      Que bom que gostou, João Pedro! 💜

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *