Afetividade na Educação Infantil: qual é a sua importância?Leitura de 3 minutos

Práticas pedagógicas 3 de fevereiro de 2020
Professor da Educação Infantil sorrindo e sendo abraçado por alunos na sala de aula

author:

Afetividade na Educação Infantil: qual é a sua importância?Leitura de 3 minutos

Ao chegar na escola, as crianças despedem-se dos pais, encontram a professora, entram na sala de aula, guardam a mochila e sentam na sua carteira. Percebeu o que está faltando neste cenário? Adicione a afetividade na Educação Infantil e será bastante diferente. 


Teremos beijos e abraços na despedida, sorrisos e acolhimento no encontro com a professora, cuidado com seus materiais escolares e felicidade ao encontrar o seu lugar na sala. 


A afetividade na Educação Infantil é um dos pontos principais na jornada dos alunos e deve ser trabalhada de perto pelos educadores. Sua escola ainda não se preocupa com isso? Continue a leitura e entenda mais:


Por que ter afetividade na Educação Infantil?


A primeira infância, que acontece de 0 a 5 anos, é o momento de construção da nossa base cognitiva, motora, social, emocional e ética. A família já não é o único contato da criança com o mundo, a escola entra como a base de aprendizagem e os professores são os agentes de transformação.


É importante lembrar que os sentimentos são o grande canal de comunicação da criança. Ela se expressa com sorrisos, choros e gritos até aprender a falar e conseguir se relacionar melhor com as pessoas. Ou seja, ela também entende expressões e emoções como linguagem. 


A afetividade na Educação Infantil ajuda os alunos a se desenvolverem. Sendo felizes na escola, eles terão vontade de estudar e vão aprender sobre suas vontades, pensamentos, autoestima e coletividade.


Leia mais: A importância da Educação Emocional nas escolas


Como ser afetivo na escola


A afetividade não é somente trocar abraços e beijos. Ela vai muito além do carinho físico, é também prestar atenção, observar e cuidar, todos elementos essenciais na educação. As crianças precisam sentir que são importantes e ouvidas para ter confiança e segurança.


Leia mais: A importância da observação na Educação Infantil


Existem diversas maneiras de trabalhar a afetividade na Educação Infantil. Os professores podem conversar com os alunos antes ou depois da aula para saber o que eles fizeram em casa, acompanhar as atividades de perto destacando pontos positivos e elaborar atividades interativas. 


Uma metodologia interessante que você pode aplicar na sua escola é a disciplina positiva. Ela substitui as punições por fundamentos que trabalham a melhoria da autoestima, confiança e trazem recursos para solucionar problemas. 


Saiba mais: Disciplina positiva: o que é e como usar nas escolas?


Sentimentos que educam 


Para se desenvolver de forma saudável, a criança precisa se sentir segura e acolhida em todos os ambientes que frequenta. O seu relacionamento com professores e colegas deve ser positivo e mostrar que ela é vista com respeito e compreendida.


A afetividade na Educação Infantil é o que transforma a criança em uma pessoa responsável, crítica, motivada, solidária e criativa. É o que ajuda a formar sua personalidade, moldando sua forma de enxergar os problemas e as outras pessoas. 


Pensando nisso, também é importante ressaltar como a afetividade é necessária no ensino de todos os alunos, independente de cor, sexo, raça ou qualquer outra condição. A educação deve ser sempre inclusiva e precisa considerar as limitações e necessidades de cada indivíduo.


Entenda melhor: Educação Inclusiva: o que a escola pode fazer a respeito?


Limites da afetividade na Educação Infantil 


Entendendo a sua importância, também é necessário conhecer os limites que devem ser impostos pela escola na construção da afetividade na Educação Infantil. O vínculo entre professores e alunos deve estar sempre focado na aprendizagem. 


O educador precisa respeitar o espaço e tempo de cada criança e do grupo, trazer questionamento adequados para sua faixa etária e sempre utilizar dinâmicas interessantes e lúdicas. 


Seja um profissional que faz a diferença na vida do seu aluno. Uma criança acolhida sempre lembrará da sua escola e levará os ensinamentos por toda a sua jornada. 


Fontes:

Nova Escola

Estadão 


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *