Roda de conversa: como usar essa estratégia na sala de aulaLeitura de 4 minutos

Práticas pedagógicas 12 de fevereiro de 2020
Visão de cima de vários alunos sentados em volta de uma mesa com livros, gesticulando e estudando juntos

author:

Roda de conversa: como usar essa estratégia na sala de aulaLeitura de 4 minutos

A aprendizagem acontece de diferentes maneiras e quanto mais possibilidades são exploradas, melhor. Para envolver todos os alunos e desenvolver mais autonomia e coletividade, a roda de conversa é uma ótima metodologia que pode ser aplicada em todas as salas de aula.


Ao invés de somente escutar o que os professores estão ensinando, os estudantes têm a oportunidade de dar a sua opinião, ouvir e aprender com os colegas. Quer saber mais sobre como funciona a roda de conversa? Continue a leitura:


Como fazer uma roda de conversa


A roda de conversa é um método bastante utilizado há diversos anos, mas geralmente não é visto como uma prática pedagógica. Apesar disso, o seu objetivo é a construção de um espaço de diálogo que permita aos alunos se expressarem e aprenderem em conjunto. 


Para criar uma roda de conversa, o professor deve fazer um planejamento do conteúdo com um objetivo claro, estabelecer as regras e intervir quando necessário para garantir a sua compreensão dos alunos. 


Além disso, é necessário organizar um espaço adequado em que todos estejam confortáveis e possam se ver, assim como também escolher assuntos que possam ser desenvolvidos pela turma e trazer dados que possam auxiliar. 


É papel do professor dar voz ao que os alunos têm a dizer e deixar que todos participem, permitindo que eles digam o que pensam e o que sabem sobre o conteúdo. Na roda de conversa, os alunos devem ter autonomia e serem protagonistas da aprendizagem, assim como em outras metodologias ativas que podem ser trabalhadas em conjunto.


Veja mais: Metodologias ativas de aprendizagem: quais são os benefícios?


A função da roda de conversa


A própria característica física da roda de conversa já proporciona um momento de integração entre os alunos, já que eles deixam de olhar exclusivamente para o professor e passam a olhar para os colegas, o que incentiva o diálogo. 


É necessário que todos os estudantes estejam confortáveis e se sintam parte do grupo, se identificando tanto com os professores quanto com os colegas. A roda de conversa é um momento de inclusão, encorajamento e motivação dos alunos.


Leia mais:  Como motivar os alunos em sala de aula


A roda de conversa é essencial para que o aluno se sinta ouvido e aceito. Neste momento, ele deve se sentir à vontade para se expressar livremente, confiando que suas ideias serão respeitadas. 


Da mesma maneira, o professor deve estabelecer inicialmente que todos devem ser protagonistas. Assim, os estudantes devem aprender a respeitar o que o outro tem a dizer, não interromper e esperar a sua vez de falar. 


Benefícios da roda de conversa


O objetivo da roda de conversa não é somente a aprendizagem de um conteúdo, mas sim a forma como ele é abordado e discutido com a convivência em grupo da turma. O aluno vai desenvolver autonomia e aprender que todos têm a sua vez de participar.


Essa também é a oportunidade perfeita para trabalhar a oralidade na sala de aula. É importante que os alunos compreendam que a comunicação não é somente saber falar, mas também conseguir se expressar de várias maneiras em diversos contextos sociais. 


Veja mais: Oralidade: como trabalhá-la na Educação Infantil? 


A troca de experiências é um dos maiores benefícios da roda de conversa, já que é um momento de conversas, discussões e apoio. Os alunos discutem entre si sobre o conteúdo e constroem juntos a resolução de problemas. 


Adaptação para todas as idades


Apesar de ser uma prática mais comum na Educação Infantil, a roda de conversa é uma metodologia muito eficaz em grupos de jovens e adultos. É importante que o professor saiba como adaptar o método e, principalmente, escolha assuntos relevantes para cada idade.


Com alunos mais velhos, é interessante dividir a atividade em algumas etapas. Na organização, o moderador organiza a sala, separa os  materiais e explica como será a dinâmica. Na inspiração, o tema é introduzido e explicado de forma didática e instigante. 


Na reflexão, perguntas devem ser lançadas e os alunos terão oportunidade de debater. Na sistematização, eles podem contar quais foram as suas impressões, avaliar seu desempenho e ouvir a opinião do professor. Por fim, a avaliação vai tirar dúvidas e encerrar a roda de conversa. 


Cada turma tem as suas necessidades e cabe ao professor descobrir qual é a melhor forma de conduzir cada passo que será dado. O importante é que a aprendizagem seja trocada e compartilhada. 


Fontes:

Nova Escola 

Nova Escola

Escola Puzzle


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *