Metodologias ativas de aprendizagem: quais são os benefícios?Leitura de 6 minutos

Tendências em educação 6 de fevereiro de 2020
Crianças sentadas ao redor de uma mesa na escola sorrindo e estudando juntas com notebooks e tablets

author:

Metodologias ativas de aprendizagem: quais são os benefícios?Leitura de 6 minutos

Você acredita que a educação continua a mesma de dez anos atrás? Ou que as escolas devem utilizar os mesmos métodos de ensino? Se a sua resposta é não, está na hora de conhecer mais sobre as metodologias ativas de aprendizagem. 


Com as mudanças sociais e educacionais das últimas décadas, é importante reconhecer que a forma tradicional de ensino precisa ser atualizada. As escolas estão se modernizando, abraçando a tecnologia e investindo em novos métodos. 


O acesso à informação mudou a nossa forma de ver o mundo e nos relacionar. Por que não também mudar a forma de ensinar e aprender? Continue a leitura e conheça mais sobre as metodologias ativas: 



O que você vai encontrar neste artigo?


O que são metodologias ativas


Como aplicar metodologias ativas

Metodologias ativas no ensino remoto

Os benefícios das metodologias ativas


O que são metodologias ativas


Provavelmente, quando você foi para a escola, aprendeu a matéria que era ensinada pelo professor com aulas expositivas. Nesse método, também conhecido como passivo, os alunos são ouvintes que observam e memorizam, enquanto os educadores são os protagonistas, passando avaliações e trabalhos. 


A metodologia ativa, por sua vez, coloca o protagonismo nos estudantes. O professor é um facilitador, agindo como um guia. O aluno tem autonomia para aprender sozinho com apoio de várias atividades e dinâmicas.


Leia mais: Como educar crianças protagonistas?


O objetivo é incentivar os estudantes a buscarem conhecimento. Eles aprendem de forma participativa, vivenciando problemas e tarefas com situações reais. O interessante é que eles sejam o centro do processo de aprendizagem. 


Como aplicar metodologias ativas


Existem diferentes formas de trabalhar as metodologias ativas. O primeiro passo é exercitar a motivação, tanto dos professores quanto alunos. Confira alguns exemplos para aplicar na sua escola: 


Projetos


A aprendizagem baseada em projetos (ABP), do inglês project based learning (PBL), tem como objetivo fazer os alunos colocarem a mão na massa, investigando como chegar à solução de um desafio.


Os estudantes precisam explorar os caminhos possíveis, utilizando os recursos disponíveis e com apoio da tecnologia. Desta maneira, as metodologias ativas vão ajudar a desenvolver um perfil investigativo e crítico. 


Você pode começar na sua escola implementando a cultura maker, utilizando métodos “faça você mesmo” e que trazem o conceito de “aprender fazendo”. 


Aprenda mais: Desmistificando a Cultura Maker: 4 dicas práticas para a sala de aula

Problemas


A aprendizagem baseada em problemas faz com que os alunos aprendam a resolver dilemas e questionamentos colaborativamente. Assim, eles investigam, refletem e se preparam para os desafios reais


O professor age como mediador, provocando e instigando os estudantes a encontrarem a resolução pela sua própria reflexão e crítica. Para entender melhor, as metodologias ativas de problemas são focadas na parte teórica e as de projetos são focadas na “mão na massa”. 


Sala de aula invertida


A sala de aula invertida é um grande apoio para as metodologias ativas. Ela faz uma inversão nas aulas tradicionais e propõe que os alunos primeiro leiam o conteúdo em casa e depois discutam na sala. 


O estudante tem acesso ao conteúdo de forma antecipada, despertando mais interesse e participação ativa no seu aprendizado. A aula é otimizada e dinâmica, com planejamento bem aproveitado e uso de diversos recursos.


Saiba mais: Sala de aula invertida como solução de engajamento na sua escola


Gamificação


A gamificação traz a experiência dos jogos para o ensino. A tecnologia é aliada ao conteúdo, estimulando uma competição saudável e despertando interesse. O aluno vira protagonista da atividade, melhorando seu desempenho e engajamento. 


Veja mais: Quais são as ferramentas digitais ideais para usar em sala de aula?


Assim como na gamificação, é importante sempre utilizar a tecnologia como parceira nas metodologias ativas. Os recursos tecnológicos facilitam o contato do aluno com informações, fonte e dados, além de propor atividades mais dinâmicas. 


Protagonismo e tecnologia na educação infantil

Metodologias ativas no ensino remoto


Com o ensino remoto caindo de paraquedas na pandemia do coronavírus, as metodologias ativas foram essenciais para manter a rotina escolar dos alunos.


Mais do que nunca, percebemos a importância de uma aprendizagem ativa. Afinal, se já era difícil se concentrar na sala de aula, em casa é ainda mais difícil.


Agora, é importante entender como as tecnologias podem ser aliadas das escolas. Mas, para além disso, os educadores devem investir nas competências, materiais e estratégias.


Saiba mais sobre como usar metodologias ativas de aprendizagem no ensino remoto


Ensino híbrido


Mesmo depois da volta às aulas presenciais, as escolas deverão se adaptar ao ensino remoto. A nova realidade já faz parte da educação em todo o mundo e une o ensino presencial com o ensino à distância, ou seja, offline e online ao mesmo tempo.


Existem várias maneiras de implantar na sua escola, mas primeiro é preciso investir em novas ferramentas e na formação dos professores.


Baixe agora o ebook Ensino Híbrido

É possível implementar metodologias ativas de aprendizagem independente do cenário. Confira alguns exemplos para o ensino remoto e híbrido:


  • Projetos: sabe aquele livro que os alunos não consegue terminar de ler na aula de literatura? Que tal criar uma trilha sonora para cada capítulo? Os problemas de matemática podem ajudar na hora de cozinhar e as aulas de geografia e história ficam muito mais interessantes conhecendo e pontuando cada local com o Google Maps.
  • Debates: proponha rodas de conversa entre os alunos. Selecione tópicos de discussão e estimule a turma a escutar a opinião dos colegas, tirar dúvidas e contribuir.
  • Explore a internet: aproveite o tempo extra em casa para indicar sites interativos, jogos, quizzes, filmes, vídeos e podcasts. Uma boa atividade é criar um blog colaborativo entre os alunos.

Confira mais dicas no webinar “Metodologias ativas na sala de aula online e híbrida” com Agenda Edu e TEC – Tecnologias e Experiências Criativas.



Os benefícios das metodologias ativas


Colocando os alunos como protagonistas, eles se tornam muito mais engajados nos conteúdos que estão estudando, assimilando com mais facilidade. As metodologias ativas ajudam a desenvolver o pensamento crítico e a resolução de problemas.


Além disso, esses métodos também fortalecem a autonomia, confiança e criatividade. Os estudantes podem pensar fora da caixa e ainda aprender a trabalhar com colaboração, empatia e responsabilidade. 


Para a escola, os benefícios também são muitos, promovendo mais satisfação com as aulas e, consequentemente, maior atração e retenção de alunos.  


Fontes:

Nova Escola

Blog Lyceum

Engage

Guten Blog


8 comentários
  1. Adriana Alves Büchler

    Falar sobre Metodologia Ativa como uma modalidade de ensino é gratificante, pois ela consiste em inverter o modelo educacional clássico, levando mais autonomia e protagonismo para os estudantes. Dessa forma, o aluno passa a ser o protagonista da aprendizagem, o professor como mediador do conhecimento. Ou seja, o aluno aprendi o conteúdo antes e interage com o professor em sala de aula.

    • Agenda Edu

      Também somos fãs das metodologias ativas, Adriana. :) Confira nosso webinar para ver mais dicas valiosas: https://www.youtube.com/watch?v=LQ01B2ogm4A

  2. Salatiel Costa Silva

    O processo de Metodologia Ativa sempre será uma ferramenta muito eficiente no processo de crescimento do aluno. O aluno passa a ser um protagonista. O centro da aprendizagem despertando-o para um ser empático se preocupando também com o crescimento dos seus pares.

    • Agenda Edu

      Que legal ouvir a sua opinião, Salatiel. 🙂 Acreditamos totalmente no protagonismo dos alunos! Confira nosso webinar para ver mais dicas valiosas: https://www.youtube.com/watch?v=LQ01B2ogm4A

  3. Bruno Andrade da Silva

    Nossos alunos vem perdendo interesse no processo de ensino aprendizagem quando este se faz baseado em metodologias de décadas atrás. Eu pesquisava nas bibliotecas públicas, nas bibliotecas das Universidades/Faculdades próximas da minha casa. Não tinha dinheiro para Xerox então copiava páginas e mais páginas para chegar em casa, fazer uma nova leitura e sintetizar no famoso resumo. Muitos jovens não viveram e nem irão viver esta dinâmica "ativa" do passado, no qual o professor realiza seminários e debates sobre aquilo que pesquisávamos. Hoje com o "Google" e outras ferramentas na palma da mão, cabe ao professor adotar tecnologias e metodologias que mantenha este aluno motivado, ativo na construção do seu conhecimento. A aula invertida ocorre quase que simultânea a aula real, pois muitas vezes o aluno está pesquisando outras fontes enquanto o professor explica determinado assunto. Cabe ao professor se qualificar e evoluir nas suas práticas pedagógicas para atender o aluno atual.

    • Agenda Edu

      Muito obrigada pelo seu relato, Bruno! É ótimo discutir com educadores sobre a evolução das metodologias de ensino. Cadastre-se na nossa newsletter para ficar por dentro das novidades. 😊

  4. CLAUDIANE DA SILVA LADISLAU

    As metodologias Ativas são de grande importância nestes tempos, uma vez que colaboram para uma prática educativa contextualizada à realidade dos envolvidos o processo de aprendizagem.

    • Agenda Edu

      Com certeza, Claudiane! Precisamos evoluir e buscar a melhor forma de ensinar. Cadastre-se na nossa newsletter para ficar por dentro das novidades. 😊

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *