Como tornar um aluno protagonista da sua aprendizagem e porque isso é importanteLeitura de 8 minutos

Práticas pedagógicas 25 de maio de 2022
Jovem garoto estudante levantando a mão na sala de aula, representando o perfil de um aluno protagonista

author:

Como tornar um aluno protagonista da sua aprendizagem e porque isso é importanteLeitura de 8 minutos

Danielle Gonzaga e Deborah Paixão
Equipe da Agenda Edu



Havia uma época em que estudantes eram vistos como seres passivos em seu processo de aprendizagem, sendo orientados por professores que eram considerados “detentores do conhecimento”. Porém, agora já sabemos como é importante estimular o aluno protagonista na sala de aula. 


No entanto, teorias de aprendizagem como a sociocultural do desenvolvimento cognitivo de Lev Vygotsky, psicólogo e proponente da Psicologia histórico-cultural, já apontam que o conhecimento construído pelo aluno não se dá somente na relação aluno/professores, mas também entre pares. Desse modo, o protagonismo discente ganha cada vez mais espaço nas discussões existentes no campo educacional. Você está preparado para acolher e estimular esse perfil? 👀


Não se preocupe! Separamos algumas dicas para te ajudar a entender melhor o que documentos norteadores abordam sobre esse perfil de estudante, além de apresentar sugestões de como favorecer a construção desse protagonismo. Vamos juntos?


O que a BNCC aponta sobre esse assunto? 


Nossa tão amada Base Nacional Comum Curricular não poderia ficar de fora, né? Como documento norteador na elaboração de currículos de todo o Brasil, é importante entender o que ela apresenta sobre esse assunto. 


A base aponta, dentro das competências gerais que todo aluno precisa desenvolver ao longo de sua formação, a utilização de mídias digitais de informação e comunicação de forma crítica e significativa, utilizando-as não somente para consumir informações, mas para exercer seu protagonismo na construção de novos conhecimentos e resolução de problemas. Além disso, o documento aponta em sua competência dez a necessidade de: 


“Agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e solidários.”


De forma objetiva,  a proposta busca trazer práticas pedagógicas diretamente ligadas ao contexto dos estudantes, dando sentido àquilo que se aprende. O senso de pertencimento aliado aos conhecimentos adquiridos dentro e fora de sala de aula, irá possibilitar ao estudante uma maior autonomia, segurança ao expor suas ideias e desejo de (re)construir seu espaço de aprendizagem. 


Conheça mais sobre as 10 competências da BNCC


Conhecendo o perfil do aluno protagonista 


É quase impossível deixar de notar a presença de alunos protagonistas em sala de aula, não é mesmo? Mas para facilitar sua compreensão sobre o assunto, separamos uma lista de características que esse aluno pode apresentar e que você, enquanto profissional da educação, poderá estimular em suas práticas pedagógicas. Anota aí, hein?!


Autonomia: o aluno protagonista está sempre à frente de suas atividades e vivências, buscando muito além do que é repassado em sala de aula. 


Disciplina: quem nunca se deparou com aquele aluno que tem todos os horários de aula bem documentados e resumos exemplares feitos com tintas coloridas? Um protagonista sempre tem sua rotina planejada e seus estudos bem organizados. 


Alguém chamou o líder? O aluno protagonista AMA assumir responsabilidades em projetos e trabalhos em grupo. 


Respeito à diversidade: esse perfil de aluno entende que é através da cooperação e compartilhamento de ideias que ele irá concretizar seu processo de aprendizagem.


Agora que você conhece esse perfil, que tal aprender a como estimular a sua construção?


Chegou a hora da prática: como favorecer a construção de um aluno protagonista? 


Sabemos que a centralidade do estudante no processo de aprendizagem é algo debatido constantemente. No entanto, é essencial que você entenda que pequenas atitudes podem ser postas em prática diariamente para reforçar a construção do aluno protagonista. Por isso, separamos quatro dicas que podem te ajudar nessa missão. 


1. Pelo fim das respostas prontas… eu voto sim! 


Sabemos que quando bem pequenas, as crianças experimentam o mundo com uma postura extremamente investigativa e questionadora (a tão famosa fase dos porquês). No entanto, essa criticidade ao avaliar o mundo muitas vezes é perdida ao longo da trajetória escolar da criança. 


Pensando nisso, fuja de respostas padronizadas e de um ensino predominantemente expositivo. Não deixe de apresentar problemáticas para que os estudantes possam mobilizar seus conhecimentos (e buscar novas informações) para elaborar respostas e resoluções. 


2. Aprendendo com os erros


Com o estímulo à investigação, é importante criar um ambiente acolhedor para que os alunos possam compartilhar seus achados. Nesse sentido, esse espaço deve favorecer a liberdade de expressão e não condenar os erros. 


Muitos estudantes deixam de expor seus conhecimentos e dúvidas com o medo de se tornarem piada entre os colegas. 


Estimule a fala de todos os estudantes e seja consciente sobre a importância de reconhecer erros e utilizá-los como oportunidade para uma nova aprendizagem, uma etapa essencial da experimentação.


Conhecendo a dificuldade de aprendizagem e o papel da escola


3. Permita que os alunos tomem decisões


Ouvir o estudante, entendendo seus interesses, opiniões e desejos não é o suficiente para a construção de um aluno protagonista. É preciso levar em consideração todos esses aspectos durante as tomadas de decisões da escola. 


Permita que os pontos levantados pelo aluno tenham um peso na dinâmica de aulas, elaboração de projetos, proposta de eventos, entre outras movimentações.


4. Favoreça o debate


Não é fácil lidar com opiniões divergentes das nossas, mas um aluno protagonista precisa compreender que nem sempre existirão situações de total concordância ou que apresentem pontos de vista “certos ou errados”. 


Por isso, estimule a discussão por meio de fóruns, debates em sala de aula e outras situações em que o aluno possa defender seus argumentos e praticar o acolhimento e respeito ao próximo a partir dessa discordância.

Como a Agenda Edu pode te ajudar a fortalecer o protagonismo do estudante?


E se tratando de Agenda Edu, como você pode aplicar isso? Utilizando uma solução completa de comunicação e engajamento escolar, é possível se aproximar dos alunos e até mesmo melhorar o seu desempenho na sala de aula.


Crie canais de comunicação entre professores e alunos: É comum que dúvidas, relacionadas ao planejamento da disciplina ou até mesmo sobre o conteúdo trabalhado, apareçam ao longo do processo. Para isso, não deixe de criar canais de mensagens que facilitem esse contato. 


Nos canais é possível ainda enviar e receber arquivos (como atividades, redações para feedbacks, dentre outros). 


Comunicado escolar: boas práticas na agenda digital


Permita que os alunos possam gerenciar suas atividades: No app Agenda Edu, o aluno pode confirmar o recebimento e leitura das atividades, o que pode ajudar na organização de sua rotina de estudos. Ele também pode favoritar para ajustar suas prioridades.


#DicaAgenda: Fuja do óbvio: aproveite o espaço para compartilhar materiais extra para estudos.


Faça pesquisas de satisfação e outras consultas: Através da funcionalidade de enquetes, você pode fazer pesquisas que busquem entender o nível de satisfação dos alunos em determinada disciplina/evento da escola, além de conseguir disparar perguntas de múltipla escolha e abertas. Dessa forma, a escola poderá dar ainda mais voz aos estudantes. 


Documente todos os bons momentos: Não deixe de compartilhar em nosso mural de fotos os registros dos alunos ocupando diferentes espaços da escola. Isso possibilita boas recordações e evidencia o protagonismo do aluno. 


Gostou das dicas que separamos para você? Deixe aqui nos comentários suas gestões e ajude outros educadores a estimularem a aprendizagem centrada no aluno. 


Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos sobre o universo educacional, produzidos pela Agenda Edu

* obrigatório

Referências:

Base Nacional Comum Curricular

Conexia

Faz Educação

Eleva

Nova Escola


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *