O uso do Google Drive na escolaLeitura de 3 minutos

Acontece na escola Na Agenda Edu 18 de junho de 2018

author:

O uso do Google Drive na escolaLeitura de 3 minutos

Neste artigo, Idelfrânio Moreira divide com a gente as possibilidades de usar o Google Drive na escola e as potencialidades que a ferramenta tem. Aproveite!

Olá, colegas educadores!


Quero começar este post fazendo algumas perguntas. Você tem/usa pen drive?  Já perdeu seu pen drive – pelo menos um/uma vez? Tem/usa Google Drive? (ou nem sabia que isso existia?!) Já compartilhou material com essa ferramenta? Deixou – assim como eu – de ter pen drive quando começou a usar Google Drive?

 

O que a ferramenta Google Drive?

O Google Drive é um serviço de armazenamento do Google. Gratuitamente você tem 15 GB para guardar seus arquivos. Além disso, o que deve ser o maior benefício é o fato de poder ser acessado de qualquer máquina com acesso à internet – desktop ou mobile -, onde quer que você esteja.

 

Com isso, nada mais de “tenho tudo no meu pen drive, mas esqueci de trazer”, “ah não, perdi meu pen drive com todos os arquivos”, “queria estes arquivos também, mas meu pen drive não tem mais espaço” etc.

 

Comprovando a relevância do uso do Google Drive na escola

Para entender o quanto essa ferramenta já é uma realidade para nossos alunos, experimente acessar – pela busca do Instagram – a hashtag #studygram. Você verá um índice impressionantemente grande de perfis dedicados ao compartilhamento de materiais, resumos, rotinas e planejamentos de estudos, tanto de estudantes quanto de professores. Analisando estes perfis você verá o uso de pastas Google Drive como ferramenta de disponibilização de materiais diversos. A partir dos links de compartilhamento é possível acessar/baixar esses materiais.

 

Para mim, esse é um exemplo da grande quebra de paradigma que a internet nos trouxe: nos tirar da era da escassez e nos levar à era da abundância. Concorda?

 

Veja bem: antigamente, as listas de exercícios/os resumos teóricos precisavam ser impressos e somente nossos alunos presenciais tinha acesso. Atualmente, podemos beneficiar milhares (literalmente, milhares) de estudantes com nossas listas de exercícios, resumos teóricos ou apostilas completas, e-books, até mesmo slides!

 

Clique aqui e acompanhe a Tag #StudyGram 

 

Diversidade de formatos

Arquivos .doc, .pdf, .ppt podem/devem ser os formatos necessários/suficientes para a disponibilização/compartilhamento de teoria e de exercícios pelos professores para os alunos.

 

Há ainda os formulários Google (Google Forms) que permitem criar listas de exercícios/testes interativos que os alunos podem acessar a partir de um link de compartilhamento, pelo navegador mesmo, online (até mesmo pelo celular!). As respostas dadas pelos alunos podem ser acessadas pelo professor de forma individual ou agrupando as respostas de todos. A apresentação desses dados via gráficos é uma ferramenta de avaliação interessante!

 

Vantagens do Google Drive na escola

 

Via Google Drive é possível aos alunos acessar todo/qualquer conteúdo sem a necessidade de baixar nenhum aplicativo. Até mesmo acessar os materiais sem a necessidade de baixá-los, evitando problemas de falta de memória e de espaço de armazenamento no celular, por exemplo.

 

Como fazer

 

Para ter/criar pastas/compartilhamento via Google Drive basta ter/criar um Gmail – serviço de webmail gratuito da Google.

 

Fiquei pensando agora aqui: será que você já tem Google Drive disponível e nem sabia, hein!?  

 

Veja aqui o aulão que aconteceu, em praça aberta no shopping de Fortaleza, sem quadro, sem projetor e sem nenhum material impresso.

 

Você sabia que a Agenda Edu tem integração com o Google? Isso mesmo! Com a agenda escolar digital da Agenda Edu, escolas, alunos e responsáveis podem integrar fotos, agendas e muito mais a nossa solução. Quer saber como? Experimente agora mesmo a Agenda Edu em sua escola!

 

Por Idelfrânio Moreira – @FisicaMarginal. Professor de Física no Ceará, criador do Quase 24 horas de Física e que trabalha com a missão de mostrar que “Você Sabe Física, Só Não Sabe Que Sabe!”.
         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *