Como usar tecnologias digitais para aplicar metodologias ativasLeitura de 9 minutos

Práticas pedagógicas 26 de fevereiro de 2021
Alunas estudando em sala de aula com notebook e robóticas, tecnologias digitais

author:

Como usar tecnologias digitais para aplicar metodologias ativasLeitura de 9 minutos

As tecnologias digitais estão muito presentes na vida de todos, inclusive dos nossos alunos. Eles são os nativos digitais, pessoas que nasceram em um mundo tecnológico e digital, e isso significa que este meio é onde eles se sentem mais à vontade.


Mas por algum motivo, o ambiente educacional ainda mostra muita resistência em adotar essas tecnologias para potencializar a aprendizagem, como se o único caminho possível fosse através de lápis, papel e livros. 


Ao contrário do que muitos pensam, as tecnologias podem ser um meio muito efetivo para professores aplicarem metodologias ativas, otimizarem seu tempo e ficarem mais livres para focar no que mais importa, os alunos. 


Neste artigo vamos ver como isso é possível. Vamos lá?


Como as tecnologias digitais ajudam na educação?


A maioria das escolas já utilizam algum tipo de tecnologia, seja em seus sistemas acadêmicos de frequência e notas, sistemas administrativos, slides ou nos meios de comunicação com os alunos e pais. 


Porém estender isso, considerando implementar a tecnologia digital desde os anos iniciais pode ser um desafio, pois exige que as escolas incorporem uma nova cultura em seu sistema educacional.


E apesar de ser um desafio assustador em um primeiro momento, é uma excelente solução para aumentar o engajamento dos alunos e a qualidade da educação oferecida pela escola. Para te incentivar e informar, separamos abaixo alguns motivos do porque a tecnologia digital é importante na educação: 


  • Auxilia na percepção e na resolução de problemas;
  • Abre pauta para o debate social, contribuindo para a formação do senso crítico;
  • Desenvolve nos alunos a responsabilidade ao utilizar a internet e os recursos digitais;
  • Facilita a implementação do feedback imediato e constante a professores, alunos e responsáveis;
  • Permite traçar um plano de ensino adequado a cada aluno, construindo uma aprendizagem mais efetiva
  • Automatiza processos repetitivos que consomem muito tempo dos professores;
  • Gera dados de aprendizagem dos alunos, auxiliando a atuação do professor;
  • Torna a aprendizagem um processo mais dinâmico e familiar para os alunos;
  • Tem a capacidade de aproximar os responsáveis da educação dos alunos.

O que são metodologias ativas?


Metodologia ativa de aprendizagem é um processo no qual o aluno é o agente principal e responsável pela construção de seu conhecimento.


Nela, os estudantes deixam de ser passivos, parando de apenas ouvir e passam a ser membros ativos no processo de aprendizagem, por meio de estratégias que estimulem competências como a análise de problemas, sendo orientadas pelos professores ao longo de todas as etapas. 


Metodologias ativas de aprendizagem: como usar na educação remota


Como as tecnologias digitais ajudam na aplicação das metodologias ativas?


A escola é um ambiente responsável por desempenhar papel fundamental na interação social de nossas crianças e outras competências socioemocionais extremamente necessárias para sua adaptação a diferentes ambientes que encontrarão na sociedade. E o maior responsável por esse desenvolvimento na escola é o educador. 


Como trabalhar as habilidades socioemocionais na escola


O educador é responsável por diversos processos durante essa trajetória, incluindo a função de ser mediador do conhecimento, guiando os alunos pelo melhor caminho e os incentivando a desenvolverem suas habilidades de forma integral.


As metodologias ativas entram justamente como uma nova abordagem de ensino-aprendizagem para potencializar o desenvolvimento dessas habilidades e do chamado lifelong learning, que é um aprendizado mais duradouro e a “busca contínua, voluntária e auto motivada pela atualização do conhecimento”.


Para obter sucesso na aplicação dessas metodologias, é importante que o educador as conheça o suficiente para desenvolvê-las durante as aulas. Além disso, é importante que esses professores tenham auxílio de tecnologias digitais que facilitem a aplicação deste processo.


Essas tecnologias digitais surgem com o objetivo de serem ferramentas para o educador, que facilitem a aplicação dessas metodologias, além de potencializar os processos de aprendizagem, personalização e avaliação para que assim eles ganhem tempo e toquem diferentes projetos, desenvolvendo cada vez mais os alunos.



Plataformas digitais como a Jovens Gênios, que trabalham com gamificação na educação, avaliação diagnóstica, aulas invertidas e personalização do ensino, são ótimas ferramentas para aumentar o engajamento dos alunos, facilitar a vida corrida do professor e desenvolver os alunos de forma efetiva e divertida. E claro, sem deixar gestores e pais de fora do processo.


Ficou curioso e quer experimentar a Jovens Gênios gratuitamente por 2 meses? Clique aqui.


5 Dicas de como usar tecnologias digitais para aplicar metodologias ativas 


São várias as possibilidades de uso da tecnologia na aplicação de metodologias ativas e para facilitar esse processo, separamos 5 dicas de plataformas excelentes, que irão te auxiliar na aplicação desses recursos em sala de aula. 


1. Jovens Gênios


A Jovens Gênios é uma edtech que possui duas plataformas educacionais: uma de aprendizagem e outra de avaliação. 


As plataformas são totalmente gamificadas, trazendo uma abordagem lúdica e muito divertida para os alunos. E os resultados de engajamento são impressionantes.


Possui funcionalidade de aula invertida, olimpíada multidisciplinar, desafios e tarefas e muito mais. Tudo de forma simples, automática para facilitar a aplicação das principais metodologias ativas pelos professores, economizando muito o tempo deles.


Além disso, usam a inteligência artificial para identificar as defasagens de ensino e para sugerir novas questões que vão auxiliar o aluno na compreensão daquele tópico.


Tudo isso gerando relatórios de aprendizagem relacionados às habilidades da BNCC para professores, gestores e responsáveis.


ilustração com título "Competência gerais da BNCC"

2. Jamboard


Uma plataforma do Google que funciona como um quadro branco digital e inteligente, onde os alunos podem construir cartazes para apresentação de aulas invertidas, imagens para trabalhos ou até mapas mentais. 


Essa plataforma permite que mais de um aluno mexa no mesmo documento, bastando apenas compartilhar o link. Isso facilita a criação de mapas, imagens e apresentações em grupo.


3. Google Forms


A princípio pode parecer apenas uma plataforma do Google onde você responda enquetes e cria listas de exercícios, mas o que quase ninguém sabe é que é possível criar formulários gamificados por ele.


Gamificação na educação: como usar e quais são os benefícios


Esses formulários podem ser criados de acordo com temas escolhidos pelos alunos e o educador pode criar um sistema de benefícios para os primeiros colocados.


4. Miro


O Miro é uma plataforma que permite a criação de mapas mentais e conceituais, além de diagramas e quadros. Nele os alunos e educadores podem criar do zero ou se basear em modelos que a própria plataforma disponibiliza.


Ela também permite a integração de pessoas em um mesmo documento e possui muitos recursos que podem ajudar os alunos na construção e organização de projetos.


Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos sobre o universo educacional, produzidos pela Agenda Edu

* obrigatório

5. Youtube


Isso mesmo, o YouTube pode ser uma ótima plataforma para o desenvolvimento de uma aula invertida. Além dos vídeos educacionais já disponíveis nesta rede social, os alunos também podem criar seus canais e postar vídeos criativos sobre suas disciplinas. 


Mas fica tranquilo! Se você está preocupado com a exposição da imagem dos alunos, o YouTube permite que os vídeos sejam anexados como não listado, ficando disponível apenas para quem possuir o link, no caso o educador e seu grupo.


Youtubers na escola: O que o seu aluno quer ser quando crescer?


Conclusão


As tecnologias digitais estão cada vez mais presentes em nosso dia a dia, o que faz com que os alunos que nascem nesse novo cenário, estejam  acostumados a interagir e aprender com elas.


Logo, insistir em um modelo de educação onde os alunos sejam passivos e que  não possua nenhuma proximidade com o cotidiano e vivência desses alunos é contribuir para o baixo engajamento e desenvolvimento efetivo dessas crianças. 


Portanto é necessário implementar novos métodos de ensino, integrando as tecnologias digitais no meio educacional e as utilizando para a aplicação de metodologias ativas, que estimulem a criatividade do aluno através da prática tornando o aluno protagonista do seu processo de aprendizagem. 



         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *