Inovação escolar: como incentivar a sua equipe?Leitura de 7 minutos

Gestão escolar 17 de agosto de 2021
Professor em sala de aula mostrando conteúdo em tablet

author:

Inovação escolar: como incentivar a sua equipe?Leitura de 7 minutos

Danielle Gonzaga
Assessora de Implantação da Agenda Edu



Base Nacional Comum Curricular, PISA, Bilinguismo, Cultura Maker, Socioemocional…. UFA! Quanta coisa, né? São inúmeros os movimentos de mudança na educação e toda comunidade precisa estar atenta a todas essas transformações. Mas como manter seu grupo de trabalho sempre aberto para compreender e participar desse processo de inovação escolar?


Nesse artigo vamos tratar disso e muito mais. Olha só os tópicos da nossa conversa de hoje:  


  1. Inovação x Tradição
  2. O que é inovar?
  3. Como manter a escola aberta à inovação? 

Antes de iniciar nosso papo, vale a pena recapitular os conceitos citados anteriormente.


Base Nacional Comum Curricular

Documento de caráter normativo que define o conjunto de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo da Educação Básica. Saiba mais.


Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (PISA)

Estudo comparativo internacional realizado a cada três anos pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), que busca mensurar e oferecer informações sobre o desempenho dos estudantes na faixa etária dos 15 anos.


Bilinguismo

Uso simultâneo de dois idiomas por um indivíduo. Uma escola bilíngue é aquela que apresenta um programa especial para ensinar um segundo idioma de forma contextualizada, integrada aos demais componentes curriculares. Saiba mais.


Cultura Maker

Movimento que une tecnologia, ciência, pensamento crítico, colaboração, criatividade e que para estimular o protagonismo discente e sua postura resolutiva. Saiba mais.


Socioemocional

Projeto educacional que promove, além do acompanhamento curricular tradicional, o estímulo à inteligência emocional e das habilidades socioemocionais. Saiba mais.


Conceitos devidamente revisados, agora é hora de aprender como manter sua equipe de trabalho sempre atenta e aberta a compreender e pôr em prática esses e outros movimentos. Vamos lá?


Inovação escolar x Tradição


Apesar de ser comum ouvir que esses dois conceitos se anulam, é possível reconhecer pontos positivos e negativos de cada um e trazer elementos de ambos em suas tomadas de decisões. 


É necessário reconhecer o valor afetivo da tradição e entender que esses costumes e valores fizeram parte do processo de construção da escola de hoje, portanto não é preciso eliminá-los. 


No entanto, é importante saber que ignorar todos os movimentos de inovação existentes no ambiente educacional é negar a realidade. Reconhecer o valor da tradição é essencial, mas é necessário extrapolar esses hábitos.


A escola não é um ambiente desconectado do mundo. O processo educacional é fluido e não estático, e deve se adaptar ao contexto em que os sujeitos estão inseridos.  Inovação e tradição devem caminhar juntas para que possamos obter um espaço de aprendizagem dinâmico e que contemple as necessidades e demandas de toda a comunidade escolar. 


Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos sobre o universo educacional, produzidos pela Agenda Edu

* obrigatório

O que é inovar?


Dentro do ambiente escolar existem perguntas atemporais, cíclicas e que sempre precisarão ser respondidas pela equipe escolar. Inovar, não é nada mais que encontrar soluções diferentes às perguntas de sempre, acompanhando as tendências e transformações que ocorrem no mundo.


“Inovar é perseguir o objetivo de melhorar as experiências de aprendizagem, os resultados acadêmicos e os projetos de vida dos estudantes por meio de soluções novas”Alfredo Hernandes Calvo: psicólogo da Universidade Pontifícia de Salamanca, na Espanha


Confira os melhores momentos da roda de conversa sobre inovação escolar na Jornada Edu online


Você sabia? 🔎


Para representar esse cenário global de constantes mudanças foi desenvolvido em 1990 (em um cenário mundial que saia da polarização da Guerra Fria) a ideia de mundo VUCA, ressaltando a importância de ter um leque de possibilidades e atitudes ágeis para compreender o comportamento e atender as demandas emergentes. 


Na tradução para o português, o termo VUCA é um acrônimo que significa: 


  • Volatilidade: mudanças frequentes, que ocorrem rapidamente e geram grandes impactos.
  • Incerteza: situações e eventos imprevistos, com efeitos tampouco imagináveis.
  • Complexidade: reflete os inúmeros fatores e camadas que compõem cada situação e problema identificado. 
  • Ambiguidade: evidencia que o mundo não é preto e branco, então a padronização se torna algo cada vez mais distante dos discursos e práticas. Nesse cenário não há respostas certas ou erradas, o que há são possibilidades e caminhos. 

Você consegue identificar esses fatores na sua jornada? Conta aqui nos comentários. 


Saiba mais: A eVUCAção do Século XXI


Como manter aberta à inovação escolar? 


Nesse cenário, competências como: flexibilidade, aptidão para resolver problemas, liderança, boa comunicação, trabalho em equipe e curiosidade de aprender são fundamentais para lidar com todos os desafios e incertezas do futuro. Mas como desenvolver e estimular essas habilidades?


  • Saia da zona de conforto: não é possível exigir que sua equipe de trabalho busque referências, formação continuada e implemente novas tendências educacionais se você não construiu esse hábito. Comece a transformação por dentro e seja um promotor desse processo evolutivo. 
  • Evidencie o propósito de cada mudança, evento ou novo projeto implementado na escola: é necessário explicar qual é a intencionalidade por trás de cada ação. Crie e compartilhe com toda a comunidade escolar um  planejamento estratégico que te leve de um ponto A a um ponto B (escola conectada e inovadora), com ações bem definidas. 

Plano de ação escolar – veja como montar o seu


  • Incentive a criatividade: Estimule a reflexão da sua equipe de trabalho. Entenda quais são seus objetivos, crenças, como podem melhorar suas práticas. Não ache que um gestor precisa oferecer todas as respostas e instruções para que os demais só executem. Divida as perguntas e as situações problemas para que as respostas e soluções sejam coletivas.
  • Crie um ambiente favorável aos questionamentos: permitam que todos compreendam, façam parte do processo e contribuam com seu ponto de vista. 
  • Associe elementos e tendências diferentes: ao extrair o melhor de cada pensamento e fazer combinações, é possível descobrir outros caminhos e novas possibilidades. 

E aí? Pronto para transformar sua instituição escolar?


Referências 


INEP

LIV

Nova Escola

TEC Educação

Zendesk


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *