Os desafios e as potencialidades da educação bilíngueLeitura de 6 minutos

Práticas pedagógicas 11 de janeiro de 2021
Aluna criança aprendendo com calendário em educação bilíngue

author:

Os desafios e as potencialidades da educação bilíngueLeitura de 6 minutos

Com quantos anos você aprendeu uma nova língua? Já imaginou se na sua escola você estudasse em duas línguas? Essa realidade é possível com a educação bilíngue que vem crescendo cada vez mais no Brasil. 


Mas afinal, é realmente viável para os alunos e professores? O que realmente significa ser uma escola bilíngue? Será que no futuro todas as instituições deverão seguir essa tendência? Continue a leitura para entender melhor. 


O que é educação bilíngue?


Como você já deve imaginar, na educação bilíngue são utilizadas duas línguas: português e geralmente inglês. Mas, não é somente um ensino de idiomas que acontece poucas vezes por semana, mas sim parte da identidade da escola. 


Diferente das aulas de inglês que aprendemos nos cursos, focadas na estrutura gramatical e no vocabulário, uma escola bilíngue ensina o idioma integrado em todas as matérias, como matemática, história, literatura e todas as outras. 


Os conteúdos são ensinados, problematizados e aprendidos por meio das duas línguas como instrumento para desenvolver conhecimentos. Além disso, não é somente aprender o idioma, e sim explorar sua cultura e ambientação. 

Entretanto, não podemos confundir a educação bilíngue com a escola internacional. Na primeira, utilizamos o currículo brasileiro. Já na segunda, é utilizado o currículo estrangeiro, geralmente americano ou britânico. Inclusive, o calendário escolar também segue o país de origem e até mesmo o diploma é diferente. 


Os desafios da educação bilíngue no Brasil


No Brasil, existem bastante divergências sobre a educação bilíngue, já que ela não é regulamentada pelo Ministério da Educação (MEC). Portanto, é preciso ficar atento ao projeto pedagógico e currículo na hora de escolher sua escola. 


O que você precisa saber sobre a proposta pedagógica da escola do seu filho


Muitos responsáveis sentem dificuldade para entender como o segundo idioma é utilizado na prática dentro da sala de aula. Por isso, recomendamos sempre analisar a metodologia adotada pela instituição de ensino. 


Uma boa escola bilíngue explora diferentes recursos, como músicas, jogos, livros e diferentes ferramentas. Além disso, é importante que os alunos pratiquem com seminários, trabalhos em grupo e debates. 


O material didático também precisa ser um grande apoio para professores e estudantes. Falando neles, os professores também precisam ser fluentes na língua e capacitados para trabalhar em uma escola bilíngue. 


Como escolher um bom livro didático para a sua escola


Outra dica é conhecer as atividades extracurriculares, que também devem ser desenvolvidas de forma bilíngue, Por fim, lembre-se de garantir que a carga horária seja de no mínimo 6/horas aula na segunda língua. 


Cadastre-se e receba conteúdos exclusivos sobre o universo educacional, produzidos pela Agenda Edu

* obrigatório

Benefícios da educação bilíngue


Parece ser muito mais difícil estudar em duas línguas, mas também existem diversos benefícios. Ao ter contato desde cedo com a língua estrangeira, os alunos passam a desenvolvê-la de forma natural, construindo um aprendizado mais fluente. 


Ao desenvolver essa habilidade, o aluno também estará muito mais preparado para o seu futuro, principalmente para o mercado de trabalho que exige a competência de inglês em quase todas as áreas. 


A educação bilíngue também ajuda a engajar o estudante no seu aprendizado, já que costuma abordar uma metodologia bastante lúdico, divertido e envolvente. 


Conheça a história de sucesso da Bambino Escola Bilíngue


Outra grande vantagem é a imersão em diferentes culturas. Para aprender em outra língua, é preciso também entender sua cultura, costumes, culinária, geografia, entre outros. 


Dessa forma, os alunos conseguem até mesmo entender melhor jogos, séries, filmes e músicas. Também é uma ótima oportunidade para experimentar um intercâmbio ou até viagens em família para se comunicar com pessoas nativas. 


Os professores podem utilizar a tecnologia desde a Educação Infantil para envolver os estudantes em outras culturas, aproveitando sites, vídeos, jogos de realidade virtual e diversas outras ferramentas. 


Uma educação bilíngue pode abrir as portas para os estudantes. Entendendo melhor sobre o mundo, entendemos mais sobre nós mesmos e as pessoas à nossa volta, além de entender nosso lugar como cidadãos.


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *