Como usar as Olimpíadas na escola de forma criativa e reflexivaLeitura de 5 minutos

Práticas pedagógicas 3 de agosto de 2021
Imagem de uma mão segurando uma bandeira pequena das Olimpíadas com o céu ao fundo

author:

Como usar as Olimpíadas na escola de forma criativa e reflexivaLeitura de 5 minutos

Ana Tereza Pacheco
Assessora de Engajamento da Agenda Edu



Você está acompanhando as Olimpíadas? Vibramos com cada conquista e sofremos com toda derrota, mas você sabia que podemos usar as Olimpíadas na escola de forma criativa? A emoção dos jogos ajuda a instigar os alunos e conecta os professores com os seus estudantes.


O sentimento de união que os campeonatos esportivos geram, até mesmo para quem não acompanha com frequência ou não entende de esportes, traduz o poder que os jogos têm e não pode deixar de virar pauta nas salas de aula. Claro, nosso primeiro impulso será associar o tema às aulas de educação física, já que se trata de um evento esportivo.


Além de poder falar sobre a história dos países ali presentes, espaços geográficos, a física aplicada em cada salto, a ideia é pensar sobre o tema fora da caixinha. O que está para além dos muros dos estádios e arenas? Quais das questões levantadas nesse período serão vivenciadas pelos alunos para além também dos muros da escola? 


Neste artigo, vamos dar algumas dicas sobre como usar as Olimpíadas na sala de aula e explorar diversas possibilidades. Vamos lá?


Sustentabilidade, acessibilidade e design


Que conquistar uma medalha olímpica exige esforço e dedicação total, isso todo mundo já sabe, mas raramente paramos para pensar como elas são criadas. Está disposto a se surpreender? 


A criação das medalhas é de responsabilidade do país sede. Um dos pontos altos em relação às medalhas fabricadas pelo Japão é que sua criação teve foco total em demonstrar consciência ambiental. O Comitê Olímpico iniciou uma campanha de coleta de eletrônicos entre 2017 e 2019 e foram arrecadados mais de 6 milhões de aparelhos entre celulares, notebooks, videogames e câmeras digitais. As peças foram fabricadas a partir das mais de 78 mil toneladas de lixo eletrônico.


 O Comitê também organizou um concurso para encontrar o design perfeito para as medalhas que teve a participação de 400 candidatos. Além de seguir todos os padrões que o Comitê Olímpico Internacional (COI) exige, o grande destaque vai para as peças criadas para as Paraolimpíadas. Elas possuem o nome do evento escrito em braile e estruturas em alto relevo, pensadas para os atletas com deficiência visual. 


Dicas de atividades de Olimpíadas na escola


Consciência ambiental e acessibilidade são temas que estão sempre presentes na sala de aula e nunca é demais falar sobre eles. Relacioná-los ao design é que pode ser uma novidade interessante para os alunos, que acabam saindo do óbvio e enxergando possibilidades diversas em volta de temas rotineiros. 


Os benefícios de trabalhar a sustentabilidade nas escolas


Que tal incentivar seus alunos a criar um modelo de medalha que seja sustentável ou acessível? O que poderia ser adotado se fosse na sua cidade ou na sua escola? Como seria uma olimpíada feita pelos seus alunos? Pense em como construir juntos esse evento, desde decoração.   


Marcos históricos e moda


Um dos grandes destaques desta edição é ser consagrada como os jogos olímpicos mais igualitários de toda a história, com 49% de participação feminina. Tendo como palco o Japão, é uma vitória dupla, já que o país ocupa a 120º posição de 156, no ranking de desigualdade de gênero. 


As Olimpíadas já começaram gerando desconforto para as atletas que protestam contra os vestuários padrões. Peças que deveriam ser pensadas para os corpos das atletas, acabam sendo desconfortáveis e hipersexualizando suas performances. Desconforto parecido foi registrado também por nadadores negros, quando a Federação Internacional de Natação (Fina) rejeitou a certificações de toucas feitas para se ajustar e proteger seus cabelos. 


Os japoneses, anfitriões do evento esse ano, usaram as roupas também como pauta ambiental. Todas as peças usadas pela delegação são 100% sustentáveis e foram produzidas a partir de descarte de roupas velhas doadas pela população.


Dicas de atividades de Olimpíadas na escola


Vamos trazer os alunos para o debate e fazer com que eles pesquisem e entendam a importância desses dados. Proponha em sala um estudo sobre diversidade. Qual o número de mulheres da sua escola que pratica algum tipo de esporte comparado ao número de homens? Existem pessoas com deficiência nesse meio que também praticam algum tipo de esporte?


Educação Inclusiva: o que a escola pode fazer a respeito?


E que tal a criação de uniformes sustentáveis que podem ser desenvolvidos a partir de doações de roupas velhas, assim como no Japão? São atividades que com certeza vão engajar a turma e trazer resultados surpreendentes.  


Valores


Como ensinar aquilo que deve ser sentido? Dentre todos os aprendizados que podemos tirar desse momento e dividir com nossas crianças, os valores deste evento ilustram bem o que é de fato importante. Os valores olímpicos são a amizade, a excelência e o respeito, enquanto os valores paralímpicos são a determinação, a coragem, a igualdade e a inspiração.


Trabalhar em equipe, desenvolver foco e disciplina, aprender a respeitar. Até podemos comparar as olimpíadas com a sala de aula, não é mesmo? Pedir que os alunos expliquem o que eles entendem por cada um desses valores e até pedir que comparem com cenas do dia a dia, faz com essas palavras ganhem sentido e fixem em suas mentes.


Viver esse momento histórico já é algo revolucionário, cercado de tantos significados e ensinamentos é o que faz ele ser importante, assim como educar alunos protagonistas e trabalhar as habilidades socioemocionais.


Como trabalhar as habilidades socioemocionais na escola


Depois de todas essas dicas sinto que sua escola está pronta para ser palco de uma grande Olimpíada. Então vamos incentivar o esporte através das modalidades que já brilham os olhos dos nossos alunos e aproveitando as novas modalidades propostas esse ano como skate, surf e karatê.


Se esse artigo te ajudou a ter grandes ideias e se empolgar para o próximo projeto com a turma, não deixe de nos contar. E divide com a gente: Como é explorado o tema Olimpíadas na sua escola? Qual a atividade que os alunos mais se engajaram? 


2 comentários
  1. Mágila Giló

    Adorei as sugestões, já tinha realizado algumas atividades abordando as Olimpíadas, agregou ainda mais com essas dicas.

    • Thais Praciano

      Que bom que você gostou, Mágila! 💜 Aproveite para se cadastrar na nossa newsletter e receber todas as novidades sobre educação do nosso blog.

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *