História de Sucesso: Prefeitura de TremembéLeitura de 5 minutos

Agenda Edu 15 de dezembro de 2020
EMEI Prof Maria Pia Iori da Prefeitura de Tremembé

author:

História de Sucesso: Prefeitura de TremembéLeitura de 5 minutos

Escola da rede pública na Prefeitura de Tremembé chega a 100% de adesão dos responsáveis durante o ensino remoto


Toda escola enfrenta diversos desafios na rotina escolar, principalmente com o engajamento dos responsáveis. Para as escolas públicas, a dificuldade é muito maior e foi ainda mais escancarada durante o ensino remoto. Mas, a Prefeitura de Tremembé é um grande exemplo de superação. 


Depois de serem obrigados a fechar as portas, as escolas da cidade no interior de São Paulo se sentiram perdidas. Como continuar as aulas com poucos recursos? Como falar com famílias e alunos que não têm acesso à internet? 


Para superar esse cenário, foi necessário ter muita dedicação de todos os educadores e entender como a tecnologia pode ser uma aliada na educação pública do Brasil


Os primeiros desafios


A história da Prefeitura de Tremembé já se entrelaçou com a Agenda Edu antes da pandemia do Coronavírus. Em 2019, conhecemos toda a equipe gestora com Diretores, Coordenadores, Secretários e Técnicos da Secretaria de Educação para conversar como seria viável utilizar uma agenda digital. 


Após fechar o contrato com o Prefeito da cidade, o trabalho pesado começou. O primeiro grande desafio foi cadastrar todos os colaboradores, alunos e responsáveis das 18 escolas, já que cada uma seguia um padrão diferente ou não tinha dados atualizados. 


Pouco a pouco, a secretaria conseguiu realizar essa tarefa com ajuda do seu  Assessor de Engajamento. A Agenda Edu é a única agenda escolar que possui um time de Relacionamento com o Cliente e um assessor para cada escola, acompanhando cada passo da jornada. 


Agenda escolar: 5 coisas que você precisa saber sobre a Agenda Edu


Engajamento na educação remota


Com a necessidade de adotar o ensino remoto emergencial, a Prefeitura de Tremembé percebeu que a melhor solução para melhorar o engajamento seria utilizando a agenda escolar efetivamente. 


Mas, a transição não foi nada fácil para os mais de 5.500 alunos, segundo o Coordenador Pedagógico Germano Rivera. 


“A pandemia tornou tudo mais difícil. As escolas tiveram dificuldade pela questão da desigualdade e da realidade em que o Brasil se encontra tecnologicamente. Na escola pública, essa desigualdade é maior ainda, seja o déficit de tecnologia, quanto de acesso, equipamento ou domínio do uso da ferramenta. Temos um público com muitas limitações. As mães muitas vezes não têm recursos, começaram a trabalhar cedo.”


Para superar esse desafio, a Secretaria de Educação se empenhou muito, acreditando no potencial da Agenda Edu como principal ferramenta de comunicação durante o ensino remoto. 


O maior case de sucesso é a EMEI Professora Maria Pia Iori. A secretária responsável tentou diferentes abordagens para conseguir engajar as famílias na agenda digital. Depois de conseguir atualizar todos os dados, percebeu que vários pais recebiam as notificações, mas não confirmavam a leitura. 


Uma mudança muito simples ajudou a virar o jogo: adicionaram as fotos de todos os alunos e os responsáveis começaram a se encantar. De 20%, a escola passou para 60% de adesão. 


Conheça a escola que iniciou uso da tecnologia durante a pandemia para continuar as atividades escolares


Mas esse foi só o começo. Logo depois, a secretaria fez uma parceria com os professores, pedindo apoio ao enviar avisos e comunicados nos grupos de WhatsApp  para os pais que não estavam cadastrados ou acessando a agenda. 


As professoras se empenharam, mas a adesão ainda não chegou a 100%. Mesmo assim, ainda não era hora de desistir. 


Confira como as escolas da Prefeitura de Tremembé estão fazendo bom uso da plataforma:


Os números das escolas da Prefeitura de Tremembé na Agenda Edu

Doação com significado


Na escola, existiam três casos que pareciam não ter solução: três mães que não tinham nem mesmo um aparelho celular ou recursos para comprar. Então, a prefeitura aproveitou uma ação que está sendo feita para confiscar celulares dos presídios locais para solicitar uma doação.


Assim, os aparelhos confiscados foram enviados, totalmente limpos e direcionados para as escolas, entre elas a Professora Maria Pia Iori. Mas, ainda faltava uma mãe que não aceitou usar o celular de jeito nenhum. 


“Até que ela viu a foto de uma das outras mães recebendo o celular, com carregador, fone de ouvido, capinha, Agenda Edu instalada. Além disso, conseguimos chips com 90 dias de créditos e 10gb de dados móveis. Essa mãe se rendeu e agora completamos 100% de adesão dos responsáveis. Isso tem estimulado outras escolas a encontrarem saídas, elas viram que tem um jeito e ganharam uma motivação muito positiva.”


Germano conta que a prefeitura também conseguiu mais 120 chips para serem doados para as famílias dos alunos e professores. Outra campanha nas redes sociais arrecadou celulares para mais escolas e todos estão colhendo os resultados de uma boa gestão. 


“Já temos mais 1 mil famílias utilizando a Agenda Edu. Pode parecer pouco, mas conseguimos chegar a um alcance considerável. Precisamos entender o desafio com criatividade e estamos muito agradecidos com a parceria”, conta Germano.  


Ebook "Como transformar a sua escola em um case de sucesso"
         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *