Um doador chamado PedagogoLeitura de 3 minutos

Acontece na escola Agenda Edu 18 de maio de 2018
dia do pedagogo

author:

Um doador chamado PedagogoLeitura de 3 minutos

Por Jones Brandão – Jones descobriu-se professor e nunca mais largou a descoberta, atuando dentro e fora da sala de aula. Da matemática, passou à pedagogia e chegou à mais longa atuação: explorador de possibilidades. É um apaixonado por desenvolver pessoas e levá-las ao máximo do seu potencial. É fã de seriados, Applemaníaco, leitor eclético, observador das pessoas, casado e pai de duas crianças. Hoje atua na área pedagógica do grupo Santillana e é consultor pedagógico da Agenda Edu.

O post de hoje é nossa homenagem especial para esse profissional vocacionado da Educação – O Pedagogo. Quem escreve hoje é nosso consultor pedagógico, Jones Brandão. Aproveite e deleite-se na leitura! ?  

 

20 de maio é o dia do pedagogo?

Mas não é o dia 15 de outubro?

Pedagogo é a mesma coisa que professor, certo?

(…)

 

Meio certo… talvez até mais do que meio, mas não completamente, pois nem todo pedagogo é professor, assim como nem todo professor é pedagogo.

Uma boa parte dos que estudam pedagogia se fazem professores, já outra se faz de formas variadas, mas ambas estão ligadas por um ideal: desenvolvimento de pessoas através da aprendizagem.

 

São bons condutores

 

Existem pedagogos e pedagogas em salas de aula da educação infantil, do fundamental 1, mas também das faculdades, dos ambientes de formação profissional, dos espaços de pesquisa, dos hospitais e clínicas. O dicionário define pedagogia como “ciência que trata da educação dos jovens, que estuda os problemas relacionados com o seu desenvolvimento como um todo”. Gosto da parte “desenvolvimento como um todo”. Isso indica integralidade, pois não há como desenvolver uma parte sem influenciar outras. Os pedagogos e pedagogas sabem bem isso.  

 

 

Desenvolvem integralmente

 

Me fez pedagogo pelo interesse de entender sobre os processos ligados a aprendizagem. A Universidade me deu um pouco disso, mas foi na escola, nos livros, nos encontros, nas experiências, nas conversas com professores, alunos, pais e gestores que me encantei com o ser pedagogo.

Descobri que a arte de conduzir pessoas para o aprender não está tão ligada ao conhecer (ao que sei), mas ao motivar, ao potencializar o que o outro tem e fazê-lo acreditar que pode chegar. Nesse sentido, pedagogos (e professores) são doadores de possibilidades. É isso que fazemos todos os dias ao exercemos nossa pedagogia.

 



 

Doamos possibilidades

 

Meus caros companheiros pedagogos, companheiros de Jornada da Educação, venho aqui lhes entregar meu abraço por meio dessas palavras, na esperança de que elas digam que você não é apenas o “tio” ou a “tia” das crianças, mas que (talvez) a partir daí você é o cientista da educação. Em você pulsa uma paixão arrebatadora por mostrar a cada criança, jovem ou adulto suas possibilidades, mas também pulsa o conhecimento científico que precisa ser respeitado e ouvido. Dito isto, não permita (não mais) que sua formação e posição seja minimizada ou desconsiderada. Não baixe a cabeça quando dentro dela existe muito para ser dito e defendido.

 

 

Assuma-se!

 

Continue firme na sua jornada, engajando pessoas em um compromisso perene com a descoberta e o desenvolvimento. Que ela seja repleta de significados para você e para os que você conduzir. Que seja marcada por histórias repletas de conquistas e superações.

Nessa jornada da educação a recompensa não é o que nos aguarda ao final ou mesmo o que alguém pode nos oferecer. A recompensa é a própria jornada. Portanto, viva intensamente!

 

Vida longa à Jornada.

Vida longa ao pedagogo.

Vida longa à pedagoga.  

 

Saiba mais sobre o Dia do Pedagogo e regulamentação da profissão

 

 

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *