Cardápio infantil: qual é o papel da família e da escola?Leitura de 5 minutos

Família na escola 7 de outubro de 2020
Aluno de mochila no refeitório, segurando bandeja com alimentos do cardápio infantil

author:

Cardápio infantil: qual é o papel da família e da escola?Leitura de 5 minutos

Todo mundo sabe que alimentação saudável é muito importante, mas nem sempre lembramos de como o cardápio infantil é essencial na escola. Comer bem pode influenciar até mesmo no aprendizado, além do desenvolvimento das crianças. 


Antes de tudo, na Educação Infantil, escola e família já precisam estar alinhados para garantir a boa alimentação dos alunos. Mas, você sabe como é possível fazer esse trabalho em conjunto? Continue a leitura para saber mais!



O que você vai encontrar neste artigo?


A importância da alimentação saudável na infância


Qual é o papel da família?


Qual é o papel da escola?

Cardápio infantil na escola


A importância da alimentação saudável na infância


Muitas crianças em situação de vulnerabilidade social têm na escola a sua principal refeição do dia. Em alguns casos, é até mesmo a única, pulando o café da manhã. Isso mostra como é importante oferecer alimentos de qualidade no ambiente escolar e reforçar a importância da boa alimentação.


Até mesmo para os alunos de situação social estável, também é importante discutir e incentivar hábitos alimentares saudáveis no cardápio infantil. Estar bem alimentado é mais do que estar saciado, é garantir o desenvolvimento corporal, motor e intelectual dos estudantes. 


Educação alimentar, uma causa de todos


Principalmente para as crianças, que gastam muita energia durante o dia, estar mal nutrido significa atraso no desenvolvimento psicomotor e corpóreo e falta de atenção na aula, impactando no seu aprendizado. 


Qual é o papel da família?


A educação alimentar começa dentro de casa com a dedicação dos responsáveis. Por isso, é tão importante incentivar bons hábitos alimentares desde cedo, já que as preferências alimentares se desenvolvem rapidamente. 


Além disso, aprender a comer bem significa reduzir o risco de doenças no futuro, como problemas cardíacos, diabetes, deficiências imunológicas, obesidade, doenças autoimunes, entre outros. 


Como levar a alimentação infantil da escola para casa


Portanto, os responsáveis devem criar um cardápio infantil saudável desde cedo. Para isso, evite os famosos salgadinhos e refrigerantes, dê preferência para alimentos ricos em nutrientes e transforme a hora de comer em um momento divertido.


Outra dica é ser exemplo. Ao observar a família comendo aquele couve flor ou purê de batatas, as crianças se sentem mais seguras e curiosas a experimentar também. Do mesmo jeito, ao ver alguém comendo chocolate, também vão querer.


Qual é o papel da escola?


Como já discutimos, a escola também precisa trabalhar a educação alimentar. Isso não se restringe ao cardápio infantil, já que podemos inserir o conteúdo no currículo e abordar de diferentes maneiras. 


Na aula de biologia, é possível mostrar como os alimentos processam os nutrientes do corpo. Já em história, os alunos podem aprender a origem dos alimentos e sua evolução. Até mesmo nas aulas de idiomas é possível abordar o conteúdo mostrando os hábitos de outros países.


Confira mais dicas:


Aulas de culinária


Além de ser muito divertido, as aulas de culinária são uma ótima oportunidade para despertar a curiosidade dos alunos sobre a comida. Essa atividade também ajuda a desenvolver a socialização, senso de paciência e organização. 


As crianças vão se sentir parte de todo o processo e com vontade de comer o que eles mesmos fizeram. A culinária também desperta experiências sensoriais com cores, sabores, consequências e texturas. 


Como educar crianças protagonistas?


Plantio de mudas


Para muitas crianças, as frutas e verduras são excluídas do cardápio infantil. Para mudar essa percepção, a escola pode criar uma horta. Assim, os alunos sentem mais desejo em comer o que eles mesmos plantaram e ainda aprendem sobre educação ambiental. 


Sustentabilidade na escola: como levar esse dever para casa?


Feira de ciências


As feiras de ciências já fazem parte do currículo de muitas escolas, mas que tal relacionar o conteúdo com a comida? Dessa forma, os alunos são estimulados a entender mais sobre aquele alimento antes de chegar no prato. 


Cardápio infantil na escola


Para ajudar a escola na criação do cardápio infantil, é recomendado usar o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Ele recomenda que as escolas de período integral atendam, no mínimo, 70% das necessidades nutricionais diárias dos alunos, distribuídas em três refeições.


Para isso, a escola deve equilibrar o prato com alimentos ricos em nutrientes, como arroz, feijão, frutas, hortaliças. Se necessário, escolha comidas minimamente processadas, como carnes já cortadas e leite pasteurizado.


Cardápio infantil digital: um caminho inteligente


A parceria entre escola e famílias é essencial para a educação alimentar. Hoje, os responsáveis estão mais cientes sobre o que os filhos comem fora de casa. Dessa forma, a alimentação também reflete na escolha da escola. 


Captação de alunos: como ser a escola escolhida pelas famílias


Principalmente com os alunos que estudam em período integral, esse acompanhamento é ainda mais importante. Então, a escola precisa mostrar de perto como funciona o cardápio infantil. 


Com uma agenda escolar, fica mais fácil enviar informações tão importantes para os responsáveis de maneira organizada. Na Agenda Edu, a escola utiliza a funcionalidade Cardápio preenchendo cada refeição da semana. 


Assim, os responsáveis podem conferir a alimentação dos filhos com poucos cliques. A comunicação escolar efetiva é a chave para conectar escolas, famílias e alunos em cada etapa da rotina escolar, até mesmo na alimentação. 


Quer saber mais? Experimente Agenda Edu na sua escola e conheça todas as funcionalidades, como envio de atividades, comunicados, transmissão de aulas ao vivo e até cobrança digital. 


Fontes:


Alimentação em Foco

Centro de Referências em Educação Integral


         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *