Combate ao bullying tem a tecnologia como aliadaLeitura de 4 minutos

Acontece na escola Tecnologia 11 de abril de 2018

author:

Combate ao bullying tem a tecnologia como aliadaLeitura de 4 minutos

A tecnologia pode ajudar no combate ao bullying na escola? São mais de 2 milhões de resultados na busca do google sobre o assunto. O bullying é um ato caracterizado pela violência física e/ou psicológica, de forma intencional e continuada, de um indivíduo, ou grupo contra outro(s) indivíduo(s) ou grupo(s), sem motivo claro. No Brasil, a palavra “bullying” é utilizada principalmente em relação aos atos agressivos entre alunos e/ou grupos de alunos nas escolas. 

 

“Briguinhas de criança” na escola eram vistas como fatos isolados até pouco tempo atrás, mas hoje reconhecemos isso por bullying. Normalmente pais e escola não tomavam atitude nenhuma a respeito. Atualmente, o bullying é reconhecido como problema crônico nas escolas, com sérias consequências, tanto para a vítima, quanto para agressores. Na semana do Dia Nacional de combate ao bullying e à violência na escola, trazemos a temática pra vocês.  

 

Mas como a tecnologia pode ajudar no combate a esse ato de intolerância que acontece também dentro das escolas? Nada melhor do que ver exemplo real para nos inspirar. Por isso trazemos hoje a experiência de uma escola pública, em São Paulo, que foi pauta da revista Nova Escola no ano passado.

 

Veja também “Bullying e o papel de todos no seu combate”.

 

Assista ao curta de animação “Que papo é esse: bullying”, produzido pela Fundação São Pedro e Prefeitura de São Paulo. O vídeo retrata o assunto de uma forma simples, pontuando suas causas e consequências.

 


A proposta é ter uma conversa franca com os alunos, criando um momento de diálogo. Desta forma, o ambiente será propício para que os estudantes falem abertamente sobre o assunto. Muitos podem chorar, relatando casos ocorridos. Desta forma você pode constatar que quem realizava o bullying também já o tinha sofrido.

 

Veja abaixo o passo a passo dessa experiência escolar | Combate ao bullying na escola.

 

1 – Criar uma campanha

Os estudantes decidiram tirar fotos em preto e branco, usando celulares, com a expressão séria, segurando palavras de incentivo ao combate, utilizando hashtags. Esse material foi divulgado nos canais da escola e também nas redes sociais.

 

2 – Produção de conteúdo

Música – A escrita da música foi realizada coletivamente pelos estudantes, onde escolheram o ritmo. Com o auxílio do software livre Audacity (editor de som), gravaram e remixaram as produções. As músicas foram apresentadas durante os intervalos da escola.

 

3 – Criação de um remédio

Inspirado no trabalho anterior de uma professora, desenvolveram o genérico do Siticol, batizado de Precomal, o anti-inflamatório contra o preconceito. A pílula era confete de chocolate. A bula consistia em mensagens positivas para combater o bullying, denunciando qualquer forma de agressão. Assim, convidaram toda a comunidade escolar a conhecer as ações realizadas e receber o remédio.

 

4 – Comissão de alunos

Elegeram uma comissão de alunos responsáveis por conversar e observar os demais, mediando e resolvendo os possíveis casos de bullying que surgissem. A cada três meses a ideia é mudar o grupo com nova eleição.

 

A tecnologia foi importante aliada nessa história. Vamos observar os pontos? Desenvolveu a oralidade, leitura e escrita, contribuiu para fortalecer o debate permanente sobre o tema. Desenvolveu habilidades e competências discursivas, utilizando a língua portuguesa no exercício social e de cidadania. Ela também envolveu os alunos em uma prática pedagógica relevante. Desta forma, foi possível mobilizar e conscientizar, fazendo com que eles revissem práticas e comportamentos.

 

Campanha

A Secretaria de Estado de Educação e Qualidade de Ensino de Manaus (SEDUC/AM) promove campanha contra bullying na escola, intitulada “Bullying não! sou da Paz”. A campanha é alusiva a data que comemora o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola.

 

Atualmente as escolas devem estar mais atentas às ocorrências do bullying no ambiente escolar. A Lei nº 13.185 de 06 de novembro de 2015, institui o Programa de combate à intimidação sistemática, o bullying, em todo território nacional. Para tanto, a Lei 13. 277 de 29 de abril de 2016 institui o dia 07 de abril como o Dia Nacional de Combate ao Bullying e à Violência na Escola. O objetivo dessas leis não é punir, mas estabelecer uma cultura de paz dentro das escolas, prevenindo o bullying.

 

A SEDUC/AM disponibilizou alguns recursos pedagógicos digitais, slides sobre perguntas frequentes, posts para redes sociais e um mural interativo para que o público em geral manifeste a sua opinião sobre a temática do bullying na escola. Confira aqui!

 

Material de apoio para escola

Existem alguns materiais que podem auxiliar a escola no combate ao bullying e cyberbullying.  Eles também podem ser utilizados com os alunos, são eles:

 

    1. Cartilha Bullying Não É Brincadeira
    2. Apostila para a Prevenção do Cyberbullying
    3. Cartilha Justiça nas Escolas

 

E na sua escola? Como você faz para combater o bullying? Deixe um comentário e compartilhe sua experiência com a gente!

 

Fontes: Escola da Inteligência / Revista Nova Escola / SEDUC/AM / Robson Sá – Info Escola.

 

Combate ao bullying

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *