Como utilizar tecnologia para captar novas matrículasLeitura de 9 minutos

Tendências em educação 4 de novembro de 2019
Professora em pé na sala de aula, segurando um tablet.

author:

Como utilizar tecnologia para captar novas matrículasLeitura de 9 minutos

Na hora de recolher novas matrículas, é importante que o trabalho seja feito para destacar e diferenciar. Os alunos e suas famílias precisam escolher entre diversas instituições de ensino diferentes. Dessa forma, explorar o uso da tecnologia para captar novas matrículas para a escola é uma ótima forma de destacar a escola.

 

Não é uma tarefa fácil construir a confiança dos pais em um primeiro momento, mas é preciso que seja feito, afinal, isso é o que garantirá a eficácia do ensino e a satisfação dos alunos com o ambiente escolar. Seja qual for a forma de ensino ou do projeto pedagógico, usar a tecnologia a favor nesse momento pode garantir resultados extremamente positivos.

 

Implementar a tecnologia para fazer diferença nas matrículas
 

Como a tecnologia pode ser explorada como um grande diferencial, é preciso implementá-la na prática. Uma das melhores opções é trabalhar as redes sociais da escola a fim de aproximar os alunos, pais e responsáveis e a instituição – com todo seu corpo docente.

 

O uso de plataformas como o Instagram, por exemplo, pode impulsionar a presença digital, aumentando o alcance da instituição e mantendo o público informado sobre os princípios e trabalhos da escola.  Assim como a Agenda Edu que facilita a comunicação entre escolas e famílias de forma rápida, prática e eficiente com um app de comunicação escolar.

 

A tecnologia pode ser usada de diversas maneiras para tornar a captação de matrículas melhor, algumas ferramentas são: 

Dados e evidências: utilizar dados e evidências para tudo – desde tomar decisões simples até apresentar o desempenho da escola – ajuda a entender melhor a probabilidade de um aluno fazer a matrícula na sua instituição.

 

Parcerias: isso facilita para trazer novos estudantes, mostrando como a sua escola possui diversificação no mercado. Por exemplo, o Descomplica para Escolas possui ferramentas tecnológicas exclusivas para aumentar os benefícios do seu ensino.

 

Uso do celular: incentive os alunos a registrarem os momentos e compartilharem nas redes com uma tag específica da escola. Isso ajuda a disseminar a cultura acadêmica e atinge outros jovens que podem estar na mesma fase escolar. Lembre-se: é importante pedir a autorização dos pais e responsáveis para que isso seja feito. Isso ajuda a colocar a sua escola nas primeiras posições de pesquisa na internet.

 

Tour virtual para os pais e responsáveis: em alguns momentos, o tempo infelizmente não colabora para que os responsáveis conheçam a unidade escolar onde o filho estuda. Para resolver esse dilema, é possível criar um tour virtual mostrando como são os ambientes escolares – essa ferramenta pode ser inserida, principalmente, na hora da matrícula para que os pais e responsáveis consigam visualizar o ambiente antes de fechar a matrícula.

 

Estratégias para conquistar o interesse dos possíveis novos alunos
 

A tecnologia pode transformar positivamente as práticas pedagógicas e a relação com os pais e responsáveis, fazendo com que a escola tenha uma campanha de matrículas diferenciada. A geração atual já nasceu com a tecnologia próxima e, justamente por isso, se tornou acostumada com o uso de aparelhos como celulares, tablets e computadores no dia a dia. Utilizar essas e outras ferramentas em sala de aula ajuda a aumentar o interesse do aluno. Recursos digitais podem ajudar e facilitar para os jovens. 

 

Pode-se usar como exemplo os aplicativos para celular, afinal, ter um aplicativo da sua escola para que o aluno possa acessar para verificar, por exemplo, as notas, já é um grande diferencial e facilita o processo de liberação de notas. A Agenda Edu, por exemplo, possui integração com os principais sistema de gestão do Brasil e você pode ter todas essas informações em um único app

 

Outro bom exemplo são as lousas digitais, onde o professor pode preparar apresentações e complementar com links de sites durante as aulas, mostrando exemplos ao vivo para os alunos. Além de criar interatividade, afinal, é possível criar ou utilizar jogos e atividades contando com a participação dos alunos. 

 

Fazer a utilização desses recursos dentro de sala de aula pode ajudar a transformar a relação dos alunos com os estudos, e por consequência, aumenta a satisfação com a instituição de ensino. Para além do uso de recursos, é importante que a escola ofereça um bom suporte online. O Descomplica para Escolas oferece um material diferenciado, como:

 

Reforço online: é uma ótima opção para auxiliar alunos e professores. Contando com todo conteúdo do Ensino Médio em videoaulas, plataforma de exercícios com gabarito interativo, material de apoio em PDF e diversas outras coisas para facilitar o processo de aprendizagem entre aluno e professor.

 

Solução para BNCC: a nova Base Nacional Comum Curricular pode ser um grande desafio em relação a mudanças, pensando nisso, foi criado uma solução que ajuda a escola a implementar a BNCC. Com videoaulas, plataformas de exercícios para alunos e professores, trilha de itinerários formativos e dados de utilização da plataforma, você garante que sua escola estará adaptada.

 

Preparatório Enem: é uma solução para quem busca oferecer aos alunos uma preparação mais robusta para o Enem e demais vestibulares. Conta com videoaulas, plataforma de exercícios para alunos e professores, plano de estudos, dados de utilização da plataforma e serviços adicionais como monitoria e correção de redação. É perfeito para garantir aquela força extra para o Enem.

 

Guia do Estudo Perfeito: são videoaulas que ensinam aos alunos como alinhar da melhor forma o momento dos estudos com a rotina, que muitas vezes, pode ser corrida. Dessa forma, há um equilíbrio entre o que precisa ser feito sem que afete o desempenho.

 

Quero reforço online

 

Como ser uma escola tecnológica pode chamar a atenção de novos pais e alunos?
 

Para atender a demanda da nova geração que está conectada na internet boa parte do tempo, é preciso saber utilizar a tecnologia a favor. Na hora de captar novos alunos, a tecnologia será uma grande aliada para trazer resultados melhores.

 

Cerca de 24,3 milhões de crianças e adolescentes, com idade entre 9 e 17 anos, são usuários de internet no Brasil, cerca de 86% do total de pessoas dessa faixa etária no país. Dessa forma, a escola se tornará mais atrativa aos olhos dos novos pais e alunos, justamente por mostrar que está atualizada em relação às tendências atuais.

 

Dessa forma, a escola terá sua imagem diretamente associada à inovação. É um ponto extremamente diferente para quem está em busca de novos alunos, afinal, é importante que a instituição esteja disposta a se atualizar, principalmente levando em consideração o fato de que a BNCC está batendo na porta das redes de ensino.

 

BNCC: a tecnologia aliada a nova mudança

 

A Base Nacional Comum Curricular prevê o uso de tecnologias com o objetivo de que os alunos a utilizem de maneira crítica e responsável ao longo da Educação Básica. Dessa forma, a tecnologia possui um papel fundamental dentro da BNCC, de forma que a compreensão e o uso são tão importantes que um dos pilares é a cultura digital e como ela deve ser inserida na aprendizagem.

 

Ainda dentro da Base, existem duas competências gerais que estão diretamente relacionadas ao uso de tecnologia, a quarta e a quinta: 

 

“Competência 4: Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

 

Competência 5: Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva”. 

 

Além de constar nas competências gerais, a tecnologia também é citada entre os direitos de aprendizagem e desenvolvimento da Educação Infantil e nas competências específicas de área nos ensinos Fundamental e Médio, assim como nos Objetivos de aprendizagem e desenvolvimento e habilidades. 

 

O objetivo de a tecnologia ser trabalhada é estimular o pensamento crítico, criativo e lógico. Espera-se que o aluno seja mais proativo no processo de aprendizagem em relação ao uso de tecnologias. 

 

Com a instituição adotando a BNCC ainda em 2020, por exemplo, se torna ainda maior o fator diferencial, afinal, a obrigatoriedade para implementar a nova mudança é em 2022. Durante muito tempo a discussão acerca da funcionalidade efetiva da tecnologia dentro de sala de aula foi complexa, porém, com a Base, a escola tem o desafio de implementar de fato o uso das ferramentas tecnológicas atuais cada vez mais. 

 

Dessa forma, é possível entender que o professor agora também é orientador do processo, enquanto o aluno assume o papel de protagonista na sua aprendizagem. Isso pode ser visto em metodologias ativas, como a sala de aula invertida, por exemplo. 

 

Os novos métodos de ensino facilitam a aplicação das diretrizes propostas pela BNCC, guiando o professor na inclusão e na utilização de tecnologia como uma grande ferramenta aliada para complementar as práticas pedagógicas. 

 

Conclusão
 

A tecnologia está cada vez mais presente em todas as escolhas feitas pelos jovens. Nesse momento, é preciso que a instituição se atente a isso e entenda a importância de se fazer presente tanto presencialmente, quanto virtualmente para tornar o processo menos massivo. A escola, propondo essas soluções, pode garantir melhores resultados na hora de captar novos alunos, além de facilitar alguns processos que não precisam ser tão burocráticos. 

 

Referências:

Agência Brasil

Competências na BNCC

Ensino Interativo

Gennera

Quero Educação

Quero Educação

SAE Digital

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *