Redes sociais: Amigas ou inimigas dos professores?Leitura de 3 minutos

Tecnologia 9 de março de 2017
Redes sociais na escola

author:

Redes sociais: Amigas ou inimigas dos professores?Leitura de 3 minutos

Já estamos cansados de saber que a internet e as redes sociais fazem parte do cotidiano de todos. Além disso, elas estão cada vez mais presentes no ambiente escolar. Mas, como utilizar as redes sociais a favor da aprendizagem? Como deve ser a relação entre alunos e  professores diante das redes sociais?

 

Alguns docentes optam pela criação de perfis separados, por exemplo, um perfil pessoal onde ele compartilha do cotidiano dele e outro profissional, onde compartilha atividades complementares, dicas, tudo relacionado a escola. Porém, especialista afirmam que não há necessidade dessa separação. O professor não deixa de ser professor fora de sala, ele apenas precisa ter um bom senso e entender que as redes sociais são um espaço público, onde existe uma grande repercussão e exposição de sua imagem.

 

Como utilizar as redes sociais aliadas a aprendizagem

 

Grupos de estudos

As redes sociais é um ótimo espaço para criar grupos de estudos online. Nele, o professor pode diagnosticar as dúvidas e os assuntos de maior interesse dos estudantes, podendo assim, ser trabalhados em sala de aula.  Além disso, os grupos permitem uma grande troca de informações entre alunos e professores, fazendo com que o docente se torne um mediador, ensinando e aprendendo.

 

Disponibilize conteúdos extras

Aproveite que os alunos estão na rede e compartilhe com eles materiais multimídia, notícias de jornais e revistas, vídeos, músicas, trechos de filmes ou de peças de teatro que envolvam assuntos trabalhados em sala, de maneira complementar. Muitas vezes é mais fácil o aluno ver algo que o professor compartilhou no ambiente virtual.

 

Quais os cuidados a serem tomados nas redes sociais?

Alguns cuidados devem ser tomados para uma melhor interação entre professores e alunos nas redes sociais. Um importantíssimo detalhe é salientar a questão da idade mínima para a inscrição em cada rede social. É preciso respeitar o limite, e assim, não expor a criança a redes inadequadas para a sua idade e, muito menos, incentivar a sua entrada em redes sem uma finalidade pedagógica.

 

Outro detalhe importante está na disponibilização dos conteúdos extras, é preciso oferecer este mesmo material em outros meios virtuais, como a intranet da escola, um blog criado pelo educador, ou qualquer outro meio que inclua os alunos que não tenham rede social.

 

A solução

Muitas escolas utilizam aplicativos de comunicação escolar, como a Agenda Edu, que contam com diversas funcionalidades que ajudam na aproximação entre alunos e professores, além de melhorar a comunicação das escolas. Um canal de comunicação direta e da própria escola, onde não há tanta exposição do perfil pessoal. Além disso, a coordenação pode fazer todo um acompanhamento e gerenciamento das mensagens, o que deixa a interação muito mais segura e profissional nos horários apropriados.


A Agenda Edu é ideal para a comunicação escolar, um aplicativo moderno, simples, seguro e eficiente onde é possível disponibilizar anexos, criar eventos, mensagem direta, compartilhar fotos dos alunos no mural de fotos, além de funcionalidades que ajudam os responsáveis a acompanharem a rotina escolar do aluno. Conheça a Agenda Edu!

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *