A implementação das tecnologias nas competências da BNCC

A implementação das tecnologias nas competências da BNCC 1
Leitura de 4 minutos

Tecnologia e inovação são temas que ganham cada vez mais espaço expressivo na aprendizagem, além de estarem presentes em duas das dez competências gerais da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Enquanto uma diz respeito ao uso das linguagens tecnológicas e digitais, a outra fala em utilizar a tecnologia de maneira significativa, reflexiva e ética.

 

A gente percebe que a inclusão dessas competências, na verdade, é um reflexo do atual cenário tecnológico do mundo em que vivemos. As crianças, chamadas de nativos digitais, já nascem e crescem com as tecnologias presentes em seu dia a dia. O virtual é algo comum. Dessa forma, as escolas precisavam se adaptar a essas mudanças.

 

Entenda as competências tecnológicas da BNCC

 

Entre as dez competências gerais apresentadas pela BNCC, dois itens traz a tecnologia como habilidade para o aprendizado. Agora você vai entender o que cada um propõe.

 

Competência 4: Utilizar diferentes linguagens – verbal (oral ou visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital –, bem como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.

 

Essa competência aponta para que os alunos se comuniquem bem. É preciso entender, analisar e criticar os variados tipos de linguagens e plataformas, incluindo a digital, para que, assim, eles possam se expressar e partilhar informações.  A competência relembra também a importância de uma experiência mais completa através de diferentes formatos de expressão, a fim de tornar os alunos capazes de ouvir outras pessoas com atenção, interesse e respeito por suas ideias e sentimentos.

 

Competência 5: Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva.

 

A quinta competência  da BNCC foca no uso específico das tecnologias na aprendizagem com senso crítico. Ela reconhece o papel fundamental da tecnologia, Mas é preciso ter um acompanhamento e responsabilidade de uso. Além disso, o estudante deve dominar o universo digital, sendo capaz de usar ferramentas multimídia para aprender e produzir.

 

A tecnologia tem habilidades em diversas áreas de conhecimento como ciências da natureza, matemática, entre outras. Além disso, podem ser guiadas pelos educadores em suas práticas pedagógicas com o objetivo de utilizá-las como meio para a aprendizagem dos alunos, assim, como na educação 4.0.

 

Práticas pedagógicas

 

Existem diversas possibilidades de utilizar a tecnologia como uma aliada da aprendizagem. Mas elas precisam ser filtradas e adaptadas às realidades de ensino. Por isso, listamos para você algumas práticas para implementar as competências tecnológicas na sua escola. Confira!

💜 Utilização de plataformas que podem ser usadas dentro e fora da escola;

 

💜 Identificar e manipular diferentes tecnologias e recursos digitais para acessar, apreciar, produzir, registrar e compartilhar práticas;

 

💜 Ensino lúdico de robótica e programação para crianças e jovens;

 

💜 Projetos que incentivam o protagonismo dos alunos, como a Educomunicação;

 

💜 Utilize vídeos durante as aulas. Exemplos do dia a dia, o ensino colaborativo, as experiências científicas são formas de implementar as tecnologias em sala de aula.

 

Para que as competências sejam realmente aplicadas nos processos educacionais, primeiramente, os educadores precisam inserir as tecnologias em suas vidas. É necessário uma preparação por parte dos professores para a aplicação dessas práticas. Afinal, o professor continua sendo o mentor em sala de aula. Mas, além disso, ele agora é mediador e orientador do uso das tecnologias. Por isso é importante a sua capacitação quanto ao uso das ferramentas digitais.

 

Por isso, aqui na Agenda Edu, com a ajuda de parceiros,  buscamos uma transformação cultural que envolva o treinamento de professores e o engajamento de alunos. Focamos naqueles que têm mais facilidade com tecnologia para serem tutores de seus colegas. 😉

 

Fontes:
Nova Escola
Educador 360

Veja mais!

Dos intinerários formativos do Ensino Médio às novas rampas de acesso
23
Com a BNCC a carga horária do Ensino Médio foi dividida em cinco “intinerários formativos” – 1) linguagens e suas tecnologias, 2) matemática e suas te...
Quais são as ferramentas digitais ideais para usar em sala de aula?
3671
  A tecnologia vem permitindo cada vez mais uma maior interatividade e acesso à informação dentro e fora da sala de aula. Tablets, lousas digita...
Como a tecnologia pode auxiliar crianças com autismo
197
A tecnologia e a educação infantil são grandes aliadas e podem significar um passo muito importante no progresso de crianças com Transtorno do Espectr...