Saiba como levar a alimentação infantil da escola para casaLeitura de 5 minutos

Família na escola 23 de março de 2020
Duas crianças sentadas e comendo lanches com alimentação infantil saudável

author:

Saiba como levar a alimentação infantil da escola para casaLeitura de 5 minutos

Os alunos, principalmente os que estudam em período integral, são acostumados a um cardápio controlado diariamente pela escola. Com a suspensão das aulas, é importante que os responsáveis fiquem atentos à alimentação infantil para dar continuidade a sua rotina alimentar. 


É importante que essa rotina seja estabelecida tanto na escola quanto em casa, já que o hábito faz bem para o metabolismo e ajuda a acostumar as crianças a comerem bem e fugirem de alimentos industrializados. 


Acompanhar a alimentação das crianças já deve fazer parte do cotidiano dos responsáveis no dia a dia na escola. Neste momento, essa atenção deve ser redobrada e os pais precisam adaptar esse cardápio para a cozinha de casa. 


Leia mais: Educação alimentar, uma causa de todos


Como montar o cardápio de alimentação infantil?


A escola pode utilizar a Agenda Edu para enviar cardápios semanais aos pais dando continuidade ao que está sendo oferecido no dia a dia da criança. As escolas contam com nutricionistas que desenvolvem o cronograma de alimentação infantil e se preocupam com a variação, alimentos adequados para cada idade e nutrientes necessários em todas as refeições.



Mas como complementar essa alimentação em casa? É importante estar atento aos horários de alimentação das crianças e lembrar que elas estão desenvolvendo seus hábitos alimentares. Café da manhã, almoço, jantar e lanches entre as refeições são todos importantes na rotina. 


Não se preocupe com grandes quantidades, e sim com a qualidade do que está sendo oferecido. É necessário ingerir ferro, cálcio, zinco, vitaminas A e D para garantir pratos bem nutritivos e completos. 


Alimentos ideais para crianças

  • Leite desnatado, iogurtes naturais e queijos
  • Frutas, quando possível com casca
  • Verduras e legumes variados – quanto mais colorido for o prato, mais nutritivo!
  • Arroz e feijão ainda são uma dupla imbatível
  • Cereais sem açúcar, pães e biscoitos integrais, arroz e macarrão também integral
  • Carnes magras e ovos
  • Gorduras do bem, como castanhas e azeite de oliva
  • Preferência por alimento regionais, in natura ou minimamente processados
  • Muita água o dia inteiro! 
  • Água de coco e sucos de fruta natural, evitando sucos de caixinha e achocolatados

Monte o cardápio semanal 


Para facilitar a rotina, é melhor preparar um cronograma semanal e já deixar os alimentos preparados ou separados. Acompanhe as sugestões de cardápio da sua escola na Agenda Edu e crie opções diferentes.


Confira como montar um cardápio semanal de lanche, com indicações do Ministério da Saúde, e adapte a quantidade de acordo com a idade e peso corporal da criança:


Segunda-feira: mini-sanduíche integral com pasta de frango, banana e suco de laranja e acerola.

Terça-feira: tapioca com manteiga, morangos e água de coco.

Quarta-feira: bolo integral de cenoura, mamão e água com sabor.

Quinta-feira: biscoito integral com queijo caseiro, tangerina e suco de melancia. 

Sexta-feira: pipoca de panela, melão e chá gelado sem açúcar.

Extra: iogurte caseiro, aveia e maçã. 


Evite beliscar e alimentos industrializados 


Na rotina da escola, a criança tem hora certa para comer e não pode beliscar durante o intervalo e quando quiser. Esse hábito deve ser levado para dentro de casa para não comprometer as próximas refeições. 


É muito importante evitar excesso doces, fast foods e comidas industrializadas. Guarde esse tipo de comida fora da vista das crianças e deixe ao seu alcance alimentos saudáveis, como frutas e legumes. 


Alimentação infantil de forma diferente


Sabe aquela comida que seu filho adorava e hoje não suporta mais? Ou aqueles alimentos saudáveis que sempre sobram no prato ou são motivo de briga constante? Existem algumas maneiras de contornar essas situações.


Uma solução simples é apresentar o alimento de uma forma diferente. O milho pode ser preparado cozido, em bolo ou em pamonha, os sanduíches podem ser cortados em formato de estrela ou coração e as frutas podem virar um espetinho, misturando vários tipos em um canudo de papel ou palito de churrasco sem ponta. 


Para as crianças mais novas, também vale criar histórias para os lanches. Que tal inventar que o arroz é apaixonado pelo feijão e eles sempre gostam de estar juntos? Ou que a banana precisa de um esconderijo na barriga de alguém para uma aventura? Solte a sua imaginação e divirta-se também! 


Leia mais: Faz de conta: o que as crianças aprendem com ele?


Refeição em família


As crianças estão acostumadas a fazer suas refeições na escola com os colegas, professores e outros colaboradores. Então, é interessante manter este momento leve com diversão e afeto, preferencialmente sem a distração de celulares. 


Os responsáveis podem aproveitar para desacelerar junto com os filhos e curtir a hora do café, almoço e lanche com uma reunião em família para conversar e falar sobre o seu dia. Também é importante que todos cultivem bons hábitos alimentares  juntos e deixem as brigas e discussões de fora. Na mesa, só comida e palavras saudáveis.


Fonte:

Ministério da Saúde

G1

Minha vida


2 comentários
  1. vera livia de amorim carvalho Carvalho

    Muito bom este cardápio, época de todos terem uma bos alimentação.

    • Agenda Edu

      Que bom que você gostou, Vera! :) O importante é seguir as recomendações da escola e procurar sempre variar o cardápio com muitos nutrientes.

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *