Saber conversar com as mães brasileiras pode ajudar na captação de alunos!

Leitura de 4 minutos

“Como conversar com as mães brasileiras?”, foi a pergunta respondida recentemente pelo Google na sua plataforma “Think with Google” que traz as últimas notícias do buscador sobre tendências de consumo.

 

Para responder a questão, é importante saber que em 2017, no Brasil, existiam 67 milhões de mães, cerca de 33% da população brasileira. Essa mulheres, além de serem um público numeroso, são também responsáveis por grande parte das decisões de consumo do ambiente familiar.

 

Essa mães estão, mais do que nunca, buscando informações na internet. É o que mostra a pesquisa “Mães, influência e consumo” (Youpper, 2017), quando indica que 75% das mães buscam informações na internet sobre experiências reais que envolvem o universo maternal.

 

Por que a escola tem que saber se comunicar com mães?

 

Além de serem as principais decisoras no ambiente familiar, as mães brasileiras ainda são as protagonistas na criação e cuidado dos filhos. Segundo o IBGE, as mulheres acabam dedicando-se 73% mais que os homens aos afazeres domésticos e com pessoas e 86,3% das crianças de até 4 anos de idade têm como primeira responsável uma mulher (avós, mães, madrastas, etc).

 

Leia o artigo “Acompanhamento escolar | Interesse da família é o segredo para o sucesso na vida escolar”.

 

As principais preocupações dessas mães quando o assunto é o desenvolvimento dos filhos, são duas: saúde e educação. Sendo educação a temática de 40% dos motivos que “tiram o sono” das mães brasileiras.

 

A internet entra em cena como uma grande rede de apoio para essas mães que buscam informações sobre educação. A principal rede é o Youtube, que cerca de 10 milhões de mães acessam diariamente. Perguntas como “Como falar sobre uso de álcool com seus filhos”, “Como ensinar os números de forma lúdica” e “Como lidar com a adolescência” são algumas das buscas que vem aumentando a cada dia na plataforma de vídeos.

 

Em um cenário em que as maiores decisoras do ambiente familiar estão em busca de conteúdos informativos para acompanhar os processos de aprendizagem das crianças pelas quais são responsáveis, uma boa estratégia de captação é tornar a escola uma grande fornecedora desse conhecimento, aproximando-se das mães, fugindo dos estereótipos romântico, sendo parceira e construindo conexões emocionais sempre com o objetivo de tornar as vidas dessas mães um pouco mais fáceis.

 

Conheça nosso ebook em parceria com o SophiA: “Como aumentar a captação de alunos na sua escola”.

 

A seguir daremos algumas dicas de como criar e disponibilizar conteúdos para mães e tornar a escola mais relevante em todos os momentos da maternidade.

 

Dicas de como criar conteúdos para mães

 

Sua escola não precisa estar lado a lado apenas das mães de alunos matriculados, é importante que gestores, coordenadores e a própria instituição abracem a causa de tornar o dia a dia de todas as mães mais prático.

 

Essa ajuda pode começar com artigos simples, escritos e publicados no Blog ou redes sociais da escola. Podem ser trabalhadas temáticas básicas que iniciam desde o nascimento da criança até a saída do ensino básico, como, por exemplo, um texto sobre “alimentação saudável e como construir um cardápio infantil”. Dessa forma, os profissionais da própria escola poderão se envolver, trazendo uma maior interdisciplinaridade aos assuntos tratados.

 

Caso sua escola  tenha disponibilidade de câmera, acesso a internet e outros recursos audiovisuais, é possível levar a produção desse conteúdo para um outro patamar. Dessa forma, sua escola poderá começar a gravar e publicar vídeos tutoriais, respondendo na prática as maiores dúvidas que as mães e outros responsáveis podem ter. Esses vídeos podem ser adicionados a plataformas próprias da escola e também disponibilizados em redes sociais e no próprio Youtube.

 

Toda essa produção de conteúdo vai fazer com que o blog ou redes sociais da sua escola aparecem nos resultados das pesquisas feitas pelos responsáveis, tornando sua escola mais conhecida e sendo uma importante ferramenta para captar novos alunos e responsáveis de alunos.

 

Se a sua escola já faz uso da Agenda Edu, o processo de comunicação com as mães fica ainda mais fácil e rápido. Utilize a sua agenda digital para enviar comunicados e materiais pertinentes e mantenha um canal de diálogo franco e aberto com essas responsáveis.

 

Fonte: Think with Google

 

Nós também temos uma produção de conteúdo focada em famílias, confira clicando aqui!