Como o cinema na escola pode melhorar o interesse e o desempenho dos alunosLeitura de 4 minutos

Acontece na escola Tendências em educação 28 de maio de 2019
cinema na escola

author:

Como o cinema na escola pode melhorar o interesse e o desempenho dos alunosLeitura de 4 minutos

O cinema na escola é, sem dúvida, uma das estratégias para ampliar o conhecimento dos alunos. A importância disso fez com que o Ministério da Educação incluísse um item específico na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que determina a exibição de filmes produzidos no Brasil por duas horas por mês (pelo menos).

 

Desta forma, desde junho de 2014, a aquisição de recursos audiovisuais passou a ser obrigatória nas instituições de ensino de educação básica de todo o país. 

 

Longe de ser apenas uma regra, essa orientação recomenda ainda a inclusão de filmes como componente da grade curricular complementar, que deve estar devidamente integrado à proposta pedagógica da escola.

 

Pesquisas feitas para fundamentar a mudança sinalizam que a atividade tende a desenvolver a percepção dos estudantes, aguçando suas funções sensoriais. Os recursos audiovisuais também despertam a interação dos alunos, assim como o uso de tecnologias em sala de aula, ambos com a capacidade de gerar mais atratividade deles diante dos temas. 

Como o cinema na escola ajuda no desempenho dos alunos? 

Pesquisas indicam que o foco permanece nos alunos de 10 a 20 minutos, numa cenário de aula expositiva. O filme contribui para despertar a atenção deles à medida que traz, de modo diferenciado, conteúdos necessários à formação curricular, sendo apresentados por uma linguagem interativa e que tende a sensibilizar os estudantes. Até porque as imagens e o som estimulam mais facilmente o cérebro das meninas e dos meninos, facilitando a compreensão do tema passado.

 

Desenvolva o lado socioemocional das crianças utilizando filmes inspiradores

 

Nesse contexto, o papel do coordenador pedagógico ganha ainda mais importância: ele precisa garantir que essa atividade ocorra de maneira multidisciplinar. Muitas vezes a escolha do filme pode ser a combinação de conteúdo prevista em duas matérias. Como por exemplo, essa seleção de filmes estrangeiros que tratam de questões sociais e podem ser citados em redações. Isso faz com que o filme possa ser apresentado na íntegra (sem a quebra, muitas vezes necessária, pelo tempo de aula disponível para aquela disciplina).

Como pode ser notada a diferença nos alunos? 

São inúmeras as vantagens para os estudantes. Entre elas, está a possibilidade de fortalecer o gosto pela arte, despertar a criatividade e reter a atenção deles para assuntos que, normalmente, são repassados pelas aulas expositivas. O próprio fato de os filmes terem roteirização, apresentando os fatos com narrativas, favorece a assimilação do conteúdo e cria mais condições para fixar o assunto.

 

Se bem alinhado com outras disciplinas, o cinema na escola pode ser aplicado combinando com uma atividade de leitura, o que fortalecerá outro pilar importante para o desenvolvimento dos estudantes. Nessas ocasiões podem também ser utilizadas estratégias para instigar o aluno a frequentar o cinema, informando-lhe de promoções em dias específicos e mesmo em espaços culturais da cidade. Estar atento à programação do seu município para recomendar em sala é outra estratégia valida para voltar ao tema, aguçando a iniciativa para que eles frequentem esses espaços com suas famílias e amigos.

Quais são os desafios para o cinema na escola?

Em linhas gerais, são duas demandas específicas que muitas escolas encontram: a falta de estrutura e da habilidade do professor em conduzir esse espaço multidisciplinar. Diante do primeiro desafio, é importante que professores e coordenadores reúnam apontamentos sobre benefícios que a aquisição de equipamentos podem trazer à aprendizagem. Embora esteja previsto na Lei, há muitas escolas que têm dificuldades dispor dos aparelhos necessários.

 

Quanto à falta de habilidade do docente, ela pode ser resolvida a partir de um diálogo conjunto entre coordenador e professor para pensar em como adequar o conteúdo que necessita ser repassado e como ele pode ser combinado outra disciplina. Numa primeira aplicação, por exemplo, o coordenador pode orientar maneiras de direcionar as discussões, mediar o ensino que será passado, para realçar a participação dos alunos.

 

Esse post é oferecido pela Imaginie, uma plataforma de redação com mais de 200 temas para os seus alunos praticarem, corretores qualificados nos moldes do Enem e conteúdo exclusivo sobre educação, redação, gramática, exame nacional e vestibulares.

 

Dê o próximo passo para os seus alunos conquistarem o curso dos sonhos!

2 comentários
  1. Rita Cassia

    Eu acho interessante ter filmes brasileiros na escola, além do divertimento à também o conhecimento de curiosidade de ver e aprender, discutir e ver que o nosso Brasil tem bons filmes.

    • Agenda Edu

      É isso mesmo, Rita! ;)

         
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *